Para o mês de Julho, mês de aniversário do blog, temos uma programação diferente e totalmente especial. Como de costume, no começo do mês temos espaço reservado no De Olho Neles, a seção de entrevista do blog. Em julho, temos uma entrevista super especial, com a autora de Pacto Secreto, nossa parceria Eliane Quintella, que sou assumidamente fã do trabalho, e que gentilmente me concedeu esta entrevista. Foram 13 perguntas que dão espaço ao primeiro trabalho de Eliane, bem como a continuação da saga de Valentina - sua personagem principal - além de dicas, e muito mais. Para completar ainda mais este De Olho Neles, uma crítica de um dos mais conceituados nomes no assunto: Renato Pompeu. Então vamos ao que interessa:
OverShock - Bom Eliane, você sabe como admiro o seu trabalho, e é por isso que é uma honra muito grande poder estar te entrevistando. Para começar, apresente-se aos Overshoquenses que tanto já ouviram falar sobre seu trabalho, mas sempre é bom dar uma reforçada.
Eliane Quintella - Bom dia Ricardo. Para mim é um grande prazer está aqui no seu blog falando um pouco do meu trabalho para os Overshoquenses. Bem, meu nome é Eliane Quintella e sou autora do Pacto Secreto (publicado), Prazer Secreto e História Secreta (continuação da saga da Valentina - não publicados). Sempre gostei muito de escrever e foi essa minha vontade que me trouxe até aqui. É realmente maravilhoso poder estar aqui com vocês.

OverShock - Jogo Rápido
Nome Completo: Eliane Quintella
Cidade Estado: São Paulo - SP
Data de Nascimento: 03/02/1977
Estado Civil: Casada
Time: Eu adoro o Flamengo que era o time de coração do meu pai, mas não posso dizer que torço para o Flamengo, pois eu não acompanho futebol.
Profissão: Escritora (agora). Até bem pouco tempo atrás trabalhava como advogada em uma empresa. Recentemente larguei tudo para seguir minha própria vontade.
Estilo de Música: Puxa! É tão variado, mas adoro nossa música. Sou louca principalmente pelos clássicos: Vinícius de Moraes, Tom Jobim, Chico Buarque e, é claro, todos seus intérpretes. Adoro muito Cazuza, Rita Lee, Cássia Eller, Marisa Monte e Legião Urbana. Seria injusta deixar o Caetano de fora. E adoro ópera (Verdi principalmente), musicais, tango música clássica, jazz e rock (também um rock mais antigo como Rolling Stones). Como você pode ver é uma mistura... mas sei que tenho um gosto, que para grande maioria, é considerado bem antigo.
Prato Preferido: Brigadeiro, sem dúvida, se é que se pode dizer que seja um prato.
Filme: Também outra pergunta difícil... Como diretores gosto muito dos filmes do Hitchcock, do Woody Allen e do Tarantino. Mas se eu tenho que escolher um filme eu fico com O Poderoso Chefão do Coppola.
Autor: Outra dificil. Vou escolher Clarice Lispector, pois eu sou apaixonada pelo jeito que ela escreve.
Frase: Hoje não vou citar ninguém. Vou dizer algo que estou com vontade: "Assuma de uma vez que você é o único responsável por sua vida. O poder de tudo acontecer está em suas mãos. Nunca seja a vítima." Puxa... acho que foram 3 frases no final!
"Quero que sua vingança seja obcecada e cruel à altura de sua admiração e do colosso do meu potencial"
OverShock - Ter um livro publicado é um sonho realizado certo? Quando esse sonho apareceu em sua vida?
Eliane - Sinceramente desde bem pequena eu lembro de querer ser escritora. Acho que essa vontade nasceu comigo. Publiquei um poema no Jornal do Bairro em que morava (Jornal D'Aqui) no qual eu falava sobre essa minha vontade fortíssima de ser escritora.

OverShock - Sei que é uma pergunta feita por muitos, mas como foi o processo para a publicação de Pacto Secreto, seu primeiro livro?
Eliane - A vida moderna é acelerada. Tudo é para ontem. Nossa comunicação tornou-se imediata. Esqueça todos esses conceitos quando for publicar seu livro! A publicação de um livro é um processo lento que vai requerer toda sua paciência. Primeiramente, eu selecionei as Editoras que eu achava que publicavam livros do gênero que eu escrevi. Depois, enviei o manuscrito a todas elas. Antes de enviar, perguntei se tinham interesse em receber e, para as que responderam positivamente, eu enviei meus manuscritos seguindo suas regras. Depois fiquei esperando ansiosamente. A primeiro a responder foi a Novo Século com quem eu logo  fechei o contrato.
Os méritos, os fracassos e todas as diferenças que existem entre nós só existem porque não somos iguais.
OverShock - Quando você pegou o primeiro exemplar do seu livro, qual foi a sensação?
Eliane - Vitória.

OverShock - O tema de Pacto Secreto é um tanto quanto difícil de se ver, como foi a ideia de escrever sobre isso? Você não teve medo dos leitores rejeitarem sua estória?
Eliane - Não tenho medo de rejeição. É preciso compreender nesse mundo que as pessoas são diferentes, pensam de forma diferente e isso é fantástico. No meu blog eu escrevi um post que se chama Colorido (http://elianequintella.wordpress.com/2011/05/30/245/) exatamente a esse respeito. É um loucura um escritor pensar que vai agradar todo o mundo. E é mais loucura ainda um escritor escrever um livro com essa pretensão. Para escrever é preciso se libertar dos grilhões sociais e escrever algo que realmente você queira. Não fosse isso, as melhores obras de arte e invenções, que realmente mudaram o mundo, ainda estariam trancadas em uma gaveta qualquer porque seu maravilhoso autor tinha medo de rejeição. Por isso eu digo que é importante parar de ser a vítima. Assuma quem você é. Assuma as consequências e tudo ficará mais simples e fácil.
Eu tinha um sonho. Sempre tive. Nasceu comigo. Não me lembro de um tempo em que esse sonho não estava comigo. A força desse sonho é colossal. Talvez eu só exista para que ele seja cumprido. E isso importa? Tudo o que me importa é meu sonho.
OverShock - Geralmente quando estamos na adolescência é que esse tipo de assunto desperta nossa curiosidade, você já gostava desse assunto quando resolveu falar sobre o "lá de baixo"?
Eliane - Sim, sempre adorei de paixão. Sempre fui louca por suspense e terror, desde muito menina mesmo.

OverShock - Uma das personagens que mais me agradou no livro foi Valentina - apesar de geralmente não gostar dos principais - em quem você se inspirou para cria-la? Valentina tem algo de Eliane?
Eliane - Valentina é uma heroína que criei. É claro que tem alguma coisa minha, como tem alguma coisa sua e alguma coisa de qualquer outra pessoa, pois busquei qualidades que admiro e respeito e que provavelmente outras pessoas também admiram e respeitam e coloquei na Valentina, como por exemplo o fato dela ser corajosa, desafiadora, persistente, lutadora, líder, audaz e tantas outras características que nos fazem gostar dela. Assim, é mais nessa linha que ela tem alguma coisa minha.

OverShock - Ao terminar a leitura de Pacto Secreto, ficou um gostinho de quero mais, você já escreveu a continuação dessa saga. O que você pode nos adiantar desses livros?
Eliane - Já escrevi a continuação da saga. O segundo livro, Prazer Secreto, está finalizado, aguardando a Editora. E o terceiro eu estou finalizando ainda. Posso revelar que a história vai esquentar. No segundo livro, nós vamos ingressar no meio da Ordem Demoníaca e será uma delícia.

(Depois de fazer esse entrevista, nós, os fãs do trabalho de Eliane Quintella, tivemos a surpresa de ter uma parte do Capítulo 1 do segundo livro, Prazer Secreto, liberado. Para conferir este trecho clique aqui).

OverShock - Todo escritor tem alguma mania na hora de escrever, qual é a sua?
Eliane - Sério?? Mania? Não sei se é mania ou não, mas eu gosto de silêncio para me concentrar.

OverShock - Que dica você daria para as pessoas que estão começando a escrever agora e que sonham em um dia ter um livro publicado?
Eliane - Solte sua imaginação, siga em frente e deixe de arrumar desculpas. Arrume soluções!

OverShock - Qual a sensação de saber que existem muitas pessoas lendo seu livro, inclusive neste exato momento?
Eliane -É muito divertido. Espero que muitas dessas pessoas que estejam lendo meu livro sejam realmente meus leitores para que se divirtam lendo, como eu me diverti escrevendo.
A vida está aí para ser vivida. Você pode fazer hoje o que quiser.  Mais do que isso, você pode ser hoje quem você quiser.
OverShock - Para terminar mais essa entrevista, deixe uma mensagem para nossos leitores e muito obrigado Eliane Quintella.
Eliane - Eu agradeço aos meus leitores por eles lerem meu primeiro livro. Tenho certeza que se gostaram do primeiro, vocês gostarão também muito do segundo: Prazer Secreto. Vamos torcer para dar tudo certo para sair ainda neste ano! Obrigada a todos! E obrigada Ricardo por sua entrevista maravilhosa.

Trecho da crítica de Renato Pompeu

Embora o romance Pacto Secreto, de Eliane Quintella, publicado pela Novo Século, na Coleção Novos Talentos da Literatura Brasileira, seja a obra de estreia da autora, ele demonstra a desenvoltura e a capacidade de envolvimento de uma ficcionista profissional veterana, com todos os talentos que isso implica. Como uma profissional calejada, Eliane Quintella não se preocupa em criar uma obra de arte complexa e multifacetada, incompreensível a não ser por uma reduzida elite intelectual. Ao contrário disso, ela se dirige a um amplo público-alvo determinado, o grande público culto preocupado com questões existenciais.

Seu livro é ao mesmo tempo gostoso de ler e questionador de nossas crenças mais profundas. Embora seja um agradável entretenimento, com uma trama intrigante que envolve os delicados arranjos emocionais de uma vida em família, e que é simultaneamente um romance de mistério, de suspense e a respeito do sobrenatural, também é uma obra que faz pensar sobre os problemas que cada um de nós vive, sempre a meio caminho entre o bem e o mal e sempre tentando nos colocar além tanto do bem quanto do mal.

Trata-se de uma jovem, como se costuma dizer, de boa família, que entra em contato com um enviado de Satã (na obra, se optou pela grafia Satan), que lhe propõe um pacto: ela poderá cumprir seus grandes sonhos em troca de... do quê mesmo? De entregar a alma a Satã?

É uma velha questão essa, de se obter o bem pessoal em troca de se fazer um acordo com o senhor do mal.

Para conferir a crítica na íntegra, clique aqui.

Espero que tenham gostado!!

Um Comentário

  1. Amei a entrevista Rick, amei as respostas Eliane.
    Ambos de Parabéns!!!

    ResponderExcluir