Por um Momento Apenas, Bella Andre, tradução de Ana Paula Doherty, 1ª edição, Ribeirão Preto-SP: Novo Conceito, 2012, 272 páginas.

Após conquistar leitores em diversos países, aos poucos Bella Andre vai conquistando também os brasileiros, apesar de histórias até certo ponto clichês e pouco envolventes, como é o caso de Um Olhar de Amor (Resenha), primeiro livro da série Bella Andre – como é chamada no Brasil.
O segundo livro da série, Por um Momento Apenas, é protagonizado por Marcus, o irmão mais velho da família Sullivan e que foi responsável por ajudar cuidar de todos os demais irmãos quando o pai faleceu. Com 36 anos, Marcus estava perto de iniciar uma vida perfeita ao lado de uma mulher, porém o destino ainda lhe reservava uma grata surpresa.
Após problemas que atormentariam qualquer pessoa, Marcus decide que precisa de uma única noite de sexo, com uma mulher qualquer, para se esquecer de tudo. Nisso ele conhece Nicole Harding, um dos maiores nomes da música pop, e que esconde segredos que a fazem desejar nunca mais confiar em homem algum. Porém eles decidem passar uma única noite juntos, o que pode transformar suas vidas para todo o sempre.

“Cada toque dos dedos dele sobre os dela parecia dizer: Sei que está nervosa e está tudo bem. Vou tomar conta de você esta noite. Assim como não a apressei para tomar uma decisão de vir embora comigo no táxi, também não vou pressioná-la a fazer qualquer coisa na cama” (pág. 29).

Em Por um Momento Apenas encontramos uma história muito mais clichê do que na anterior, onde os protagonistas se encontram ao acaso e acabam se envolvendo. Nesse caso, eles também se encontraram dessa forma, mas querem o prazer sem um envolvimento, sem um relacionamento sério, mas todos nós sabemos que isso é inevitável e o final é certo desde a primeira troca de olhares.
As mudanças em relação ao livro anterior começam mesmo pelo fato de existir um sentido para que o romance aconteça. Marcus e Nick precisam do prazer para superar seus problemas, e pra isso escondem seus maiores segredos pensando que quando a noite chegar ao fim, ambos seguirão seus próprios caminhos e o sexo será apenas sexo. Ainda que seja claro o que irá acontecer, ficamos na expectativa de como isso irá acontecer, e isso é de longe o que de melhor o livro nos oferece.
Apesar de manter a mesma estrutura, nesse caso Bella Andre constrói uma história relâmpago sem que tudo aconteça instantaneamente, e o contato, assim como o primeiro beijo e a primeira noite juntos, acontece apenas quando isso realmente é exigido. A relação pode ser mais melosa, e com mais sentimentos e dúvidas, mas as cenas quentes continuam ali, talvez agora com uma história mais trabalhada e envolvente, o que pode fazer a diferença.

“Os corpos deles pareciam ter sido feitos para se encaixarem. Ela estava em tão boa forma e tão forte, que Marcus nem precisou segurá-la, ficando com as mãos livres para lhe acariciar os seios enquanto dava estocadas profundas dentro dela. A boca de Marcus devorava a dela e Nicole o engolia de volta até jogar a cabeça para trás, contra a parede, com uma arfada de prazer que ecoou entre as paredes do chuveiro” (pág. 129).

Com cenas de sexo muito bem descritas, marca característica da autora, Por um Momento Apenas acaba sendo prejudicado pelos inúmeros erros de revisão e também por determinados termos que não haviam sido usados, deixando uma linguagem mais crua do que anteriormente. Provavelmente isso se deve muito a troca de tradutores, por isso seria interessante que a mesma tradutora fosse a responsável por todos os livros da série, já que nos manteríamos acostumados com determinada linguagem e o livro não perderia ainda mais a essência proposta pela autora - algo que acontece sempre que uma obra é traduzida.
Pela primeira vez conhecemos toda a família Sullivan e somos apresentados as personalidades de cada um deles, e assim já sabemos o que podemos esperar dos próximos livros. Pode ser citado o caso do personagem Gabe Sullivan, protagonista de Não Posso me Apaixonar (Skoob), livro lançado em janeiro pela editora Novo Conceito.
Em certos pontos, Por um Momento Apenas envolve mais do que Um Olhar de Amor, em outros, ambos os livros são tão diferentes que acaba sendo impossível fazer uma comparação. A verdade é que nos dois casos encontramos histórias incapazes de emocionar, mas que no fim podem envolver e mostrar que um momento apenas é insuficiente quando existe química, amor e desejo.

“A dominação tornou-se raiva em um minuto, e, então, ele começou a se mover rapidamente, as mãos nos ombros dela, a boca punindo-lhe enquanto tirava tudo o que ele queria, tudo o que ela gostaria de oferecer a ele, mas não podia” (pág. 238).

Para adquirir seu exemplar de Por um Momento Apenas, acesse o site da FNAC clicando aqui.

Deixe um comentário