Resenha 171# - Rin Tin Tin - A Vida e a Lenda

| |
Rin Tin Tin – A Vida e a Lenda, Susan Orlean, tradução de Pedro Jorgensen Jr., 1ª edição, Rio de Janeiro-RJ: Valentina, 2013, 296 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

Por quase não saber da história de Rin Tin Tin (ou ao menos não se lembrar do mesmo), conhecer o catálogo da editora Valentina e ver um livro sobre um cão causou certo receio. Por isso o espanto quando certas pessoas se mostraram ansiosas pelo lançamento da obra, declarando amores por um cão que aparentemente era como qualquer outro. Mas estava enganado. Felizmente estava enganado.

Diferente do que imaginava em um primeiro momento, Rin Tin Tin – ou Rinty, como queira - não é um cachorro como qualquer outro e por isso a obra de Susan Orlean pode ser vista como uma belíssima biografia de um personagem que nasceu em 1918 e, como diz em sua sinopse, nunca morreu.

Vários anos foram necessários de pesquisa para que esse livro enfim chegasse às mãos dos leitores. Em Rin Tin Tin – A Vida e a Lenda, Susan Orlean conta a história de um pastor alemão que foi encontrado num campo de batalha francês da Primeira Guerra Mundial pelo jovem soldado Lee Duncan. A intuição de Lee o fez levar o cão para a Califórnia, onde esse não demorou a demonstrar seus talentos e chamar a atenção da Warner Bros, em uma época em que o cinema começava a se transformar em uma máquina de fazer dinheiro.

Os filmes protagonizados por Rin Tin Tin se tornaram um sucesso e o pastor alemão, uma raça criada na virada do século, não demorou a se tornar popular não apenas nos Estados Unidos, como também em vários outros países do mundo. Até mesmo após a morte do cão, o personagem já representado pelos descendentes do verdadeiro Rinty continuou vivo no coração dos verdadeiros fãs.

“Rin Tin Tin foi amado, é verdade, no mundo inteiro, por milhões de pessoas com família incólumes e nenhuma lacuna em sua felicidade, mas significa algo especial para os portadores de ausências persistentes. No fim das contas, ele foi uma grande companhia para os que não tinham companhia” (pág. 20).

Esqueça todo tipo de preconceito em relação a biografias. Rin Tin Tin – A Vida e a Lenda mostra o verdadeiro charme que fez com que esse gênero literário sempre continuasse entre os principais gêneros da literatura, não sumindo nem mesmo quando o mercado editorial exigia mudanças. Talvez por isso seja possível dizer que é uma das melhores biografias lidas até o momento.

Escrito de uma maneira envolvente, e não simplesmente apresentando os fatos encontrados pela autora em sua pesquisa, a obra não conta apenas a história do astro do cinema e de seu dono. Susan Orlean tomou o cuidado de estruturar a narrativa de uma forma que a possibilitasse apresentar a pesquisa de campo que resultou em seu principal livro e também despertasse o interesse do leitor, que se vê obrigado a realizar pesquisas para completar o que foi encontrado na obra.

Sendo assim, além de muitas informações coletadas em quase dez anos de pesquisa, o livro possui ainda situações vivenciadas por Orlean ao longo de sua vida. Algumas emocionantes e outras apenas importantes, essas situações mostram ao leitor o envolvimento da autora na escrita de um livro que vai muito além de tudo o que já vimos até então, afinal, são quase cem anos de história de um verdadeiro herói da pátria, narrados com maestria por uma importante jornalista.

Dividido em seis partes, com fotos históricas e um ótimo acabamento, o livro é um verdadeiro presente dado por Susan Orlean, que nos presenteia com uma história fascinante em um livro digno de recomendações e encantamentos. A aproximação que sentimos quando a autora conversa com o leitor através de suas palavras nos faz sentir próximos também do cão e de todo o seu trabalho que o transformou em uma lenda que permanecerá viva para sempre.

Conhecer Rin Tin Tin é conhecer a história do cinema mudo, do próprio Lee Duncan e como consequência a de Susan Orlean, que deixa o seu sentimento falar mais alto ao narrar a história do cão mais famoso do mundo e de todas as pessoas envolvidas direta ou indiretamente com Rinty. A história de uma bonita amizade de dois personagens que se encontraram para se completarem e que por isso podem ser consideradas provas de que o cão é o melhor amigo do homem. Principalmente sabendo que o cão é o responsável por mudanças e sorrisos do homem, assim como essa incrível biografia desperta sorrisos e emoções em que a lê. Como diria os críticos: uma verdadeira obra-prima.

“A maioria de nós tem consciência de que as pessoas ruins fazem coisas ruins e as boas podem ser forçadas a enfrentá-las; os cães não. Por isso, a ideia de mandá-los para a guerra parece uma traição de seu compromisso com os humanos, fundado na confiança e na promessa não expressa de não comê-los quando provavelmente poderiam” (pág. 151).

Parar adquirir seu exemplar de Rin Tin Tin – A Vida e a Lenda acesse o site da Livraria Saraiva clicando aqui.

5 comentários:

  1. Eu queria tanto ler esse livro, até mesmo porque, adoro cães, e digamos, Rin Tin Tin é uma lenda mesmo, e eu acho que já assisti alguns filmes com ele! O livro deve ser muito bom, e apesar de eu não ler biografias com frequência, acho que neste caso será uma grata surpresa. Ótima resenha :D

    ResponderExcluir
  2. Para começar, toda vez que vejo essa capa eu lembro do meu cachorro que também é um pastor alemão e é igualzinho esse ai...
    Então... tenho um certo receio com livros que envolvem animais, pois quase sempre acabo me emocionando... O livro Marley e Eu chorei dias hahahaha
    Mas pela sua resenha acho que não vou chorar tanto (assim espero)... Fiquei bem curiosa com a obra...
    Parabéns pela resenha... :D

    Beijão
    Lylu - Relíquias da Lylu

    ResponderExcluir
  3. Não sou fã de Rin Tin Tin. Nunca li nada, nem assisti nada com ele. Tenho também um bloqueio em relação a Biografias. Não me interessei muito por esse livro, mas com essa resenha, você me fez ficar com uma curiosidadezinha em lê-lo. Mas só ganhá-lo ou alguém emprestar.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  4. Nara Brasil do Amaral14 de setembro de 2013 18:55

    No momento estou lendo 'Marley & Eu' e confesso que estou apaixonada
    por esse cachorro, por isso acho que não vou ficar decepcionada de ler
    outro livro em que o protagonista é um cão que parece ser tão
    carismático - ou mais - do que Marley.
    Vou colocar na minha lista de
    leitura, pois estou louca para saber sobre a estrela dos cinemas de
    Hollywood, Rin Tin Tin, e também saber um pouco sobre a história de seu dono,
    Duncan. Espero aproveitar a leitura e vou até perguntar para minha mãe
    se ela já assistiu a série de Rin Tin Tin, pois esse nome não me é
    estranho, acho que já foi mencionado aqui em casa.

    ResponderExcluir
  5. Tenho visto muitos comentários legais sobre o livro, mas vou te falar que não estou muito animada para ler. Minha mãe sempre comentava sobre Rin Tin Tin e eu sempre tive vontade de conhecer um pouco mais, só que minha fila de leitura esta tão grande que acho que no momento ele não me anima tanto assim. Achei que a capa ficou bem fofinha. hahah


    Beijos

    ResponderExcluir