Para muitos o dia 15 de novembro era o mais aguardado do ano. Depois de uma espera que durou mais de um ano e meio, o filme Jogos Vorazes – Em Chamas, baseado no segundo livro da trilogia escrita por Suzanne Collins, enfim chega ao Brasil e com algo especial: os brasileiros serão os primeiros a terem a oportunidade de assistir a esse aguardado filme, que chega aos Estados Unidos apenas na próxima semana.

Apesar de não terem o mesmo destaque, outros filmes também estreiam nesse feriado. Conheça:

Blood Money – Aborto Legalizado
Título Original: Blood Money
País: EUA
Direção: David K. Kyle
Gênero: Documentário
Sinopse:
Uma investigação sobre a indústria do aborto nos Estados Unidos, do ponto de vista dos ativistas contrários à prática, conhecidos como pró-vida. O documentário pretende mostrar que o aborto legalizado é sinônimo de assassinato de bebês, que as mulheres sofrem traumas irreparáveis com essa prática, e que a intenção por trás do aborto é apenas a ganância e a vontade de diminuir a quantidade de negros nos Estados Unidos, já que as mulheres negras representam a maioria dos abortos no país.

Blue Jasmine
Título Original: -
País: EUA
Direção: Woody Allen
Gênero: Comédia Dramática
Sinopse:
Uma mulher rica (Cate Blanchett) perde todo seu dinheiro e é obrigada a morar em São Francisco com sua irmã (Sally Hawkins), em uma casa muito mais modesta. Ela acaba encontrando um homem (Alec Baldwin) na Bay Area que pode resolver seus problemas financeiros, mas antes ela precisa descobrir quem ela é, e precisa aceitar que São Francisco será sua nova casa.



Habi, a Estrangeira
Título Original: Habi, la Extranjera
País: Argentina e Brasil
Direção: Maria Florencia Alvarez
Gênero: Drama
Sinopse:
Aos 20 anos de idade, Analía sempre morou em uma pequena cidade do interior da Argentina. Ela decide fazer uma viagem a Buenos Aires, onde fica impressionada com o local. Acidentalmente, Analía entra em um velório muçulmano, sendo recebida pelos presentes com ternura e respeito. Intrigada, a garota decide permanecer na cidade, frequentando cada vez mais a comunidade islâmica. Ela adota o nome Habiba Rafat, passa a trabalhar em um comércio árabe e se apaixona. Mas como esquecer o passado, e como adotar uma nova identidade?

Jogos Vorazes – Em Chamas
Título Original: The Hunger Games - Catching Fire
País: EUA
Direção: Francis Lawrence
Gênero: Ação
Sinopse:
Este é o segundo volume da trilogia Jogos Vorazes, baseada nos romances de Suzanne Collins. A saga relata a aventura de Katniss (Jennifer Lawrence), jovem escolhida para participar aos "jogos vorazes", espécie de reality show em que um adolescente de cada distrito de Panem, considerado como "tributo", deve lutar com os demais até que apenas um saia vivo. Neste segundo episódio da série, após a afronta de Katniss à organização dos jogos, ela deverá enfrentar a forte represália do governo local, lutando não apenas por sua vida, mas por toda a população de Panem.

Lira Paulistana e a Vanguarda Paulista
Título Original: -
País: Brasil
Direção: Riba de Castro
Gênero: Documentário
Sinopse:
Criado no final dos anos 1970, o Teatro Lira Paulistana foi o espaço que acolheu os nomes da vanguarda musical, literária e de artes plásticas da época. Titãs, Itamar Assumpção e Grupo Rumo passaram pelo local. O documentário entrevista diversas pessoas que frequentavam o casarão, no intuito de descobrir a relevância histórica e cultural das obras de arte produzidas na época.



Pulmão da Arquibancada, a Raça Rubro-Negra
Título Original: -
País: Brasil
Direção: Pedro Von Krüger e Marcel Costa
Gênero: Documentário
Sinopse:
Documentário sobre a Raça Rubro-Negra, que intitula-se a maior torcida organizada do Brasil. O filme conta a história do grupo desde a fundação, em 1977, e destaca a importância da arquibancada forte, além de contar com depoimentos de craques do Flamengo.




Tatuagem
Título Original: -
País: Brasil
Direção: Hilton Lacerda
Gênero: Drama
Sinopse:
Recife, 1978. Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. A principal estrela da equipe é Paulete (Rodrigo Garcia), com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha (Jesuíta Barbosa), que é militar. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Não demora muito para que eles engatem um tórrido relacionamento, que o coloca em uma situação dúbia: ao mesmo tempo em que convive cada vez mais com os integrantes da trupe, ele precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura.

19 Comentários

  1. Em Chamas ♥
    Dos outros, nenhum me interessou =/
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Maria Silvana ♪♫♪♫♫♪16 de novembro de 2013 18:06

    Oiee =)
    desses quero ler Habi, a estrangeira. gostei da proposta!

    Beliscões carinhosos da Máh ♥

    Cantinho da Máh

    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  3. Adorei seu post sobre os melhores de 2012, Rick. Dos que você citou, tive a oportunidade de ler, também em 2012, As Aventuras de Sherlock Holmes e Garota Replay. A Vida em Tons de Cinza eu li em 2011 e, ainda assim, até hoje continua me marcando profundamente. Em vários momentos me pego relembrando cenas dolorosas que li nesse livro e meu coração se aperta. Fico muito feliz que tenha te marcado também, pois foi uma leitura muito importante para mim e quis compartilhá-la com você. ;D
    O ano de 2012 não foi muito produtivo para mim como leitora, mas tive alguns títulos bem marcantes como Danação, que é nacional, Reformed Vampire, Garota Replay, é claro, dois títulos de Doyle, o arrebatador Identidade Roubada, Demoníaco, que também é nacional e Desastre. Foram poucas, mas leituras importantes! Espero encontrar novos títulos arrebatadores para o ano de 2013 e, para isso, espero ler muito mais! ;D
    Adorei como você intercalou títulos nacionais e internacionais em todas as categorias, muito equilibrado e bem pensado!


    Beijos,

    Only The Strong Survive

    ResponderExcluir
  4. Hum...um monólogo. Definitivamente acho que não serviria para mim. Gosto de dinamismo, de ação, cenários, gosto de ter meus olhos cheios com cores e movimento. E acho que um ator apenas, sem cenário e com um texto confuso não seria o melhor tipo de programa. Acho que, para peças assim, é necessário algo que realmente entretenha a plateia, que a deixe presa do começo ao fim e não confusa ou cansada ao longo de seu desenrolar.
    Mesmo assim, gostei que você tenha se arriscado nesse modelo de apresentação e, apesar de não ter funcionado, soube ressaltar os pontos positivos e negativos o que, certamente, incitaria pessoas interessadas nesse tipo específico de apresentação a procurar algo do gênero.
    Para mim, é claro, só peças com menos confusão, reflexão na dose certa e, claro, imagens de encher os olhos e de prender a atenção.
    Excelente postagem, Rick! :D


    Beijos,

    Only The Strong Survive

    ResponderExcluir
  5. Gabriela Costa e Silva17 de novembro de 2013 00:19

    Creio que também não seria meu tipo preferido. Por tudo o que li aqui, creio que é praticamente inevitável que se torne cansativa com o passar do tempo assistindo, e talvez eu não assistiria.

    Mas cada pessoa é de um jeito, o que não é legal pra mim, pode ser tudo o que outra pessoa procura, neh?!
    =P

    ResponderExcluir
  6. Gabriela Costa e Silva17 de novembro de 2013 00:21

    De todos, Feitiço é o único que eu gostaria de ter...
    Só preciso ler o anterior!

    ResponderExcluir
  7. Gabriela Costa e Silva17 de novembro de 2013 00:41

    Com certeza uma imortal mesmo...
    É como você disse, independente de formação, de gostar de ler ou não... todo mundo já ouviu falar de Cecília Meireles. Lembro do meu ensino médio, eu amavaaaa estudar literatura, e sempre gostei demais das poesias dela.

    ResponderExcluir
  8. Gabriela Costa e Silva17 de novembro de 2013 00:48

    Não conheço nada dele, mas é interessante descobrir um pouquinho mais aqui no blog!

    ResponderExcluir
  9. Sem dúvida o que mais desejo assistir é em Chamas.... quase pirando porque, como aqui não tem cinema, vou ter que esperar um pouco.... sniff, sniff

    Camila Márcia
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  10. Gabriela Costa e Silva17 de novembro de 2013 23:15

    Em Chamas é o mais esperado de todos os tempos! hahaha
    Mas me interessei por Blue Jasmine também...

    ResponderExcluir
  11. Eu só li o primeiro livro da Trilogia :X , e gostei muito, mas por não ter lido os outros não esperei tanto o filme (nem vi ainda =/ ) , estou ansiosa para ver O HOBBIT *.* <3

    Achei interessante a sinopse de Blood Money e Tatugem ^^ ;*


    www.moniitorando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Com certeza, no mundo inteiro.
    Em chamas era o filme mais aguardado do ano. Assim como para mim.
    Blue Jasmine é um filme de um dos meus diretores favoritos, pena que este filme não veio para minha cidade nesses cinemas que só prezam pelos blockbusters.
    Filmes verdadeiramente interessantes.

    ResponderExcluir
  13. Que interessante este filme sobre o aborto. Tenho certeza de que teremos algumas repercussões midiáticas sobre o assunto (rs).
    Em Chamas com certeza é um dos filmes mais aguardados, mas não estou ansiosa para assisti-lo. Na verdade, aguardarei sair nas locadoras para ver no conforto da minha casa (rs). Eu não li Jogos Vorazes, justamente porque a história é um tanto clichê para mim. Não me despertou interesse por gostar de ler mangás e assistir animes e seriados japoneses/coreanos... Esse tipo de contexto envolvendo jovens que precisam se matar na arena é bastante comum aos orientais. ^^'

    Conhece Battle Royale?


    Enfim, assistirei, mas não será nos cinemas (haha).
    Beijos, Ricardo!


    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Francine, também não li Jogos Vorazes, apesar de ter muito interesse em ler (para só então assistir ao filme). Mesmo assim, não conhecia nenhuma história do gênero, ainda que conheça vários animes e seriados japoneses - mas não conhecia Battle Royale. Vou pesquisar sobre ele e tentar assistir, apesar de estar assistindo muitas séries americanas :x


    Beijos,

    ResponderExcluir
  15. A Cecília Meireles merece todas as homenagens possíveis e imagináveis. Não sou muito de poesias, mas é impossível não achar as suas muito lindas. Agora bateu uma saudade da época pré-vestibular. Rsrsrs

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  16. Esse deve ser um dos patamares mais altos que um escritor brasileiro sonha em chegar. Parabéns ao mais novo integrante da Academia.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  17. É óbvio que o grande destaque dessa semana é o aclamadíssimo "Em Chamas". Se bem que acho que é uma das estreias mais esperadas do ano inteiro. Fora ele, o "Tatuagem" me parece ser muito bom também.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  18. Monólogo é sempre muito complicado, mas, nesse caso, um ponto interessante é que o ator não é o diretor. Essa visão de fora (diretor) é imprescindível.
    A impressão que sua resenha me passou é que essa peça não foi criada com um intuito de formação de público, e sim para um público que tem uma vivência um pouco maior com o mundo teatral, seja ele como profissional, ou como público assíduo. O que posso, mais uma vez, é parabenizar pela peça.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  19. Nossa! Só gostei mesmo de "Feitiço". Estou achando essas adaptações super legais. Nada como uma reinventada em um conto de fadas clássico.
    Os outros não fazem meu estilo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir