Feitiço, Sarah Pinborough, tradução de Edmundo Barreiros, 1ª edição, São Paulo-SP: Única, 2013, 248 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

Desde que as releituras de contos de fadas se tornaram uma febre em todos os segmentos da indústria do entretenimento, a protagonista mais utilizada foi Branca de Neve, a mais popular das personagens. O problema era que isso já estava causando certa desmotivação. Pelo menos até o lançamento de Feitiço, livro em que Sarah Pinborough utiliza a tão maltratada Cinderela para apresentar um enredo muito mais interessante.

A história de Cinderela também é bem conhecida: uma garota maltratada pela madrasta e suas irmãs, que conta com ajuda de uma fada madrinha para conquistar o príncipe encantado. Mas as aparências enganam e o desejo por um final feliz pode nem sempre ser atendido como o esperado.

Quando a realeza anuncia um baile para encontrar uma noiva para o príncipe, Cinderela rapidamente é descartada por sua família, mas quando menos espera, sua fada madrinha surge para ajudá-la a conquistar o coração do príncipe de seus sonhos. No entanto, para ajudar Cinderela a realizar o seu maior desejo, a fada madrinha precisa de um favor e a moça está disposta a tudo para se tornar a nova princesa. Enquanto isso, Lilith, a madrasta de Branca de Neve, continua usando da sua poderosa magia para realizar suas vontades, ainda que a situação de seu reino esteja cada vez pior.

“Ela empurrou o corpo contra seus dedos e arfava enquanto ele contava a ela histórias de beleza e música até que, por fim, com a mente em um turbilhão de salões de bailes, o príncipe, música e amor, ela estremeceu contra o toque dele” (pág. 30).
A leitura de Feitiço se inicia agradavelmente, pois após a leitura de Veneno já conhecemos o estilo de escrita de Sarah Pinborough, que deixa as histórias das princesas dos contos de fadas com um toque sensual e totalmente sarcástico. Não ser a primeira experiência contribui, entre outras coisas, para o leitor prosseguir com calma e sem muitas expectativas, pois já sabe que o desenvolvimento acontecerá lentamente e apenas no final as surpresas serão reveladas – o que acaba sendo positivo.

O diferencial dessa continuação está na falta de uma personalidade bem particular de Cinderela. A jovem, diferente de Branca de Neve, tem como principal e única característica a forma decidida como toma suas decisões, não pensando duas vezes antes de agir e nem por isso sendo precipitada.

O que poderia ser decepcionante, após uma Branca de Neve tão exclusiva da obra de Pinborough, acaba sendo agradável pelas surpresas que a própria Cinderela causa ao leitor e também aos demais personagens por essa personalidade. As surpresas se estendem para o próprio enredo e participação desses personagens, que dessa vez não são superficiais e sem um desenvolvimento como aconteceu em outrora.

Se pensar apenas em sua totalidade, o segundo livro da Saga Encantadas se foca também na solução do que foi pouco desenvolvido no livro anterior – e ainda deixa o enredo aberto para o final da trilogia. A forma como a história foi narrada mostra que nem tudo está perdido e que nem mesmo o que foi concluído anteriormente está com um ponto final definitivo, ou seja, tudo se torna cada vez mais surpreendente e a trilogia é ainda mais indicada como leitura obrigatória aos fãs de Once Upon a Time.

A leitura de Feitiço já deixa a saudade viva antes mesmo da conclusão da trilogia, pois o segundo livro é indiscutivelmente superior ao anterior, o que nem sempre acontece com determinadas séries. Além disso, a escrita de Sarah Pinborough continua sendo encantadora e ela consegue surpreender em todas as viradas do enredo de sua história, o que faz dela uma escritora diferenciada.

Com todas as melhorias, e também pela atual situação do universo da Saga Encantadas, existe a certeza de que Poder, livro com objetivo de levar um final feliz aos leitores (mesmo que nem tudo seja como o que estamos acostumados), tem tudo para ser a melhor releitura dos contos de fadas na literatura. Afinal, os contos de fadas para adultos também possuem um grande charme e a magia, beleza e sensualidade podem ser vistas como responsáveis por isso.

“Ela não sabia se era apenas na sua cabeça, mas tinha certeza de que, enquanto ele a abraçava, as estrelas dançavam ao redor deles, e as luzes piscavam num turbilhão de vaga-lumes que aqueciam suas mãos. Ela estava perdida no momento, e ele também” (pág. 215).


17 Comentários

  1. Nunca ouvi falar dessa autora, e de acordo com sua resenha esse deve ser um segundo volume tô certa?! achei a capa linda, a historia deve ser bem interessando também. Gosto dessas novas versões dos contos de fadas que vem sendo escrita por esses autores...

    http://voceeoquele.blogspot.com.br/2014/01/participe-do-livro-amor-nas-entrelinhas_8.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Giselly. O primeiro livro se chama "Veneno" (http://migre.me/hn3N7) e narra a história da Branca de Neve.
      A capa é o que mais tem chamado a atenção, mas aos poucos a série também está conquistando e se tornando interessante :D

      Beijos,

      Excluir
  2. Eu acho bacana a ideia da série e tal, mas não é como se eu me interessasse pelos livros, acho que, apesar de ter curtido a premissa, não acho que seja o tipo de livro que gostaria de ler. Não faz muito meu estilo de leitura.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ri! Gostei muito da sua resenha e estou um pouquinho, um tiquinho mesmo, animada para ler Veneno e consequentemente, Feitiço. Até então nunca li uma adaptação dos contos de fadas e acho que seria uma experiência interessante.

    Um beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Aguardo sua visita!

    ResponderExcluir
  4. Eu me interessei muito pelas capas dos livros porque para mim elas são perfeitas. rs mas nem ao menos sabia qual era o conteúdo e realmente nem sei se vou chegar a ler os livros, mas se o fizer espero gostar.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá Ricardo,

    Não dava nada pela série, mas depois da sua resenha fiquei com vontade de ler....parabéns pela resenha...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Começarei a ler o primeiro livro dentro de alguns dias, estou bastante ansioso, principalmente quando falam do estilo da autora, que estou achando muito interessante.
    É um livro que te encanta já visualmente, na sua estética, tanto o primeiro como este segundo, e suas premissas e histórias são ainda mais instigantes e encantadoras.
    Assim que eu ler o primeiro livro, terei uma base maior para comentar e tudo mais. Mas, não sei, já me sinto fã da série mesmo antes de ter lido, isso é estranho.

    Ótima resenha!
    Parabéns!

    Jônatas Amaral
    alma-critica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu estou achando essas releituras um máximo. Os autores tem mais é que ousar muito, pois senão, ficam tudo mais do mesmo. Tenho "Veneno" aqui em casa, mas ainda não o li, pois quero começar quando estiver com todos os volumes em mãos. O legal em "Feitiço" é que, mesmo sendo o segundo volume, ele conseguiu dá um up na trilogia, e ainda prender o leitor para o desfecho dela.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  8. Acho a capa desse livro muito linda, foi o que me chamou a atenção logo de cara, mas depois que li a sinopse e reforcei com a sua resenha fiquei mega interessada em tê-lo. Deve ser bem interessante ter uma nova visão sobre essas histórias, quero muito ter essa trilogia.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  9. Esse é o único livro que falta pra mim dessa saga, ganhei Veneno e comprei Poder...
    eu acompanho Unce upon a time, e eu acho bem legal... então eu preciso ler essa saga...*-*

    ResponderExcluir
  10. Adoro as capas dessa saga, e não vejo a hora de ter todos os livros pra começar a ler...e essa resenha só aumenta minha vontade de ler essa saga rápido... rsrs
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Estou louca por essa série, logo de cara, já me apaixonei pelas capas. E depois de ler resenhas sobre eles fiquei com mais vontade ainda, apesar de algumas pessoas terem falado negativamente sobre eles, ainda assim quero ler e tirar minhas próprias conclusões.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  12. Muito bom essa versão dos contos de infância. É mais atual e mais adulta. Gosto disso nela. Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Ok eu estou realmente encantada, preciso desse livro o mais rápido possível.

    ResponderExcluir
  14. Eu fiquei um pouco descrente com as resenhas e comentários que li sobre o 1º livro desta trilogia. Porém, com o lançamento deste livro, todos estão só elogios....e agora??? hahahah Tenho taannnntttoooo livro na lista que não sei ainda se coloco estes na mesma!

    ResponderExcluir
  15. Sinto que as histórias dos livros se interligam, né? Li o primeiro capítulo e agora fiquei mais curiosa ainda kkk

    ResponderExcluir
  16. Desde o lançamento de veneno que quero muito ler essa série, sou uma daquelas pessoas que amam um conto de fadas, e embora essas releituras tenham ficado famosas e mais constantes eu estou sempre querendo descobrir uma nova perspectiva pro contos de fadas tão famosos que costumava ler quando criança.

    ResponderExcluir