Enders, Lissa Price, tradução de Ivar Panazzolo Júnior, 1ª edição, Ribeirão Preto-SP:
Novo Conceito, 2014, 285 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

Muita coisa aconteceu na vida de Callie Woodland desde que a Guerra dos Esporos mudou radicalmente o mundo que conhecia, mas depois dos acontecimentos que momentaneamente devolveram a paz para sua vida, ela descobre que estava enganada e que a situação continua complicada. Sua condição é muito especial para determinadas pessoas e o temido Velho continua se comunicando com ela através do chip que tem implantado em sua cabeça.

Quando percebe que sua vida continuará a mesma enquanto estiver sendo comandada pelos Enders, Callie busca uma forma de remover o chip sem correr risco de vida. Ela está disposta a tudo para voltar a ter uma vida normal ao lado de seu irmão Tyler e do amigo Michael. Callie não sossegará enquanto não alcançar seus objetivos, que incluem a busca pela real identidade do Velho e a verdade sobre o que aconteceu com sua família.

“Estava com saudade de Tyler. Hyden me convenceu de que o risco de fazer outro contato pela aerotela era grande demais. E eu não sabia se aquilo dificultaria a situação para nós dois no final. Era mais fácil não ouvir a voz de meu irmão, porque eu conseguia me concentrar no que tinha de fazer.
Resgatar os Metais” (pág. 83).
Após a leitura de Starters, ainda que com algumas observações e detalhes não tão positivos e ainda assim comuns em livros introdutórios, a espera por Enders não poderia ser menos angustiante. Muito tempo se passou, o que apenas aumentou a expectativa por um livro que tinha tudo para ser surpreendente. Felizmente foi!

No livro anterior foi possível sentir a falta de algumas explicações, o que como dito pode ser considerado normal, mas ainda nas páginas iniciais do segundo livro fica claro que as dúvidas serão facilmente deixadas para trás. No entanto o detalhe mais interessante, também perceptível ainda no início, é como Lissa Price conseguiu criar um mundo complexo e tão detalhista em tão poucas páginas – e com apenas dois livros, o que dificilmente acontece.

A estrutura do enredo, anteriormente já vista como grande qualidade da autora, continua perfeita e ainda mais viciante. Isso porque as surpresas surgem com naturalidade e assim fica impossível largar o livro, sabendo que algo novo acontecerá em questão de palavras. Como Callie não está mais em um mundo desconhecido, e por já estar adaptada com todas as mudanças causadas pela Guerra dos Esporos, ela consegue agir com rapidez para salvar todos ao seu redor e isso é um grande diferencial.

O surgimento de novos personagens também é fundamental, sobretudo por acontecer na medida certa sem que nenhum apareça fora de contexto, o que também é natural em algumas continuações. Vale lembrar ainda que os próprios personagens são responsáveis por dar motivos para se surpreender com as revelações e com tudo o que ainda está por vir no livro – mesmo que uma ou outra surpresa seja previsível.

Sem contar, claro, que a própria estruturação dos personagens, bem como suas personalidades, são fundamentais para o encanto do leitor. A maneira como eles são apresentados, ainda que através da visão de uma narradora-personagem, torna impossível não se cativar e assim ficar na torcida, mesmo sem a certeza de que são realmente confiáveis.

Por construir personagens tão especiais, dessa vez Lissa Price não comete uma falha ao criar uma amizade verdadeira ou então um romance qualquer, que em outras distopias seriam desnecessárias e exageradas – assim com foi em Starters. A impressão que fica é que Price conseguiu transformar qualquer possível falha em grande acerto, por isso nada mais natural do que um livro que prende a atenção do início ao fim pela escrita encantadora de uma autora única.

Apesar de mostrar que não devemos acreditar em tudo o que vemos e como seria um mundo destruído após um vírus, Enders faz o leitor pedir por mais mesmo não concordando com desfecho desse ou daquele personagem. O que importa dessa vez é ter a certeza de que um terceiro livro não seria má ideia e que na última página, mesmo com motivos suficientes para causar o contrário, Callie consegue nos fazer sorrir.

“Eu tinha muitas de minhas próprias lembranças tristes desde o tempo da Guerra dos Esporos, entretanto as memórias de Helena estavam cravando as garras em mim. Ela tinha uma determinação intensa, um desespero, uma paixão irrefreável pela ideia de encontrar Emma. Encontrar suas respostas. Ela não desistiria. Como eu poderia fazer aquilo?” (pág. 138).

7 Comentários

  1. Oi, Ri! Tenho Starters mas até agora não li. E olha que o ganhei há um bom tempinho já, mas estou cheia de séries incompletas por aqui, o que me deixa frustrada e irritada. O que, consequentemente, me faz escolher leituras de livros independentes. Enfim, gostei da sua resenha, apesar de ficar um pouco perdida pelo fato de não ter lido o volume anterior. Parece bem interessante mesmo e eu espero gostar.

    Um beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Aguardo sua visita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se isso é bom para você, Jeni, mas nesse caso como são apenas dois livros acho que você não só pode, como deve escolher os livros da Lissa Price. Tenho certeza que você vai gostar, mesmo também sabendo que você sentirá a necessidade de mais.
      A autora e os livros são incríveis!

      Beijos,

      Excluir
  2. Oi, Ricardo.

    Bom ainda não li o livro, mas por sua resenha ele é bom, mas....rs espero gostar da leitura isso se chegar a fazer porque o livro nunca me chamou bastante atenção para que o lesse.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Finalmente a Novo Conceito resolveu lançar "Enders". Já não era sem tempo, né?!?!
    E que bom que a espera foi recompensada com um ótimo desfecho pra essa distopia. Não sou a favor de um terceiro volume, mas sou a favor da autora aproveitar o cenário, mas desenvolver outra trama, com outras personagens, etc.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  4. Rick, meu Enders já está em mãos, mas ainda não consegui ler. Vou tentar começá-lo quando eu terminar de ler os que já comecei.
    Enfim, sua resenha me deixou curiosa para conhecer os novos personagens e entender porque Callie te fez rir no final. Estou curiosa enquanto ao Velho e como vai se desenrolar Enders, que imaginei ter mais páginas e me surpreendeu por não ser tão volumoso, se for tão bom quanto Starters (porque eu ameih) com certeza será uma leitura bem rápida.

    xoxo
    Mila F
    De Livro em Livro.
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mila, eu achei essa leitura ainda mais rápida, então tenho certeza que também será para você, assim como acredito que você vai gostar do livro. Até agora não vi uma única crítica negativa em relação a continuação e você bem sabe que as continuações nem sempre conquistam os leitores.
      Em relação ao que a Callie fez, talvez seja bobagem, mas eu gostei muito. Depois quero saber o que você achou :D

      Beijos,

      Excluir
  5. Olá Ricardo,
    Ainda não li "Starters", eu tenho ele, mas ainda não parei para apreciá-lo. Porém, é um livro e uma série que tenho curiosidade, comprei por acaso, descobrir por acaso, comprei por empolgação, mas depois dos comentários tanto negativos, quanto positivos, aumentou minha curiosidade por ele.
    Em breve, logo em breve pretendo ler e saber mais, até para entender mais sobre detalhes que li na resenha, que me deixa mais animado ainda.

    Boa resenha!

    Jônatas Amaral
    alma-critica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir