Dias Melhores pra Sempre, Maurício Gomyde, 1ª edição, Brasília-DF:
Porto 71, 2013, 230 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

Ao lado de outras três pessoas inseparáveis, Bruno forma um grupo de amigos que está próximo de se separar quando seus destinos os levarem a diferentes lugares. Antes de isso acontecer, eles aproveitam ao máximo e se divertem repetindo o que já foi feito em tantas outras oportunidades.

Mas isso tudo começou alguns anos antes, quando o então estudante de Medicina faz uma viagem ao Havaí e sua vida passa a mudar. Após voltar ao Brasil, Bruno não apenas conhece uma mulher encantadora, como aceita todos os desafios impostos pela vida e pelo destino, que juntos parecem forçar Bruno a trabalhar em nome do amor e de dias melhores.

“Amor não se compra, compaixão não se implora, paixão não se pede, pena se ignora. Sentimentos de amor devem vir espontâneos, ou é melhor que não venham. Eu era o mesmo, sabia que nada da minha essência havia mudado e não precisava da piedade de ninguém” (pág. 59).
Pode ser difícil de acreditar, e até se tornar repetitivo por já ter dito isso em outras oportunidades, mas a cada nova obra está se tornando mais difícil encontrar palavras para descrever o trabalho de Maurício Gomyde. Ele não apenas se tornou um autor favorito, como também é um escritor que é possível apostar todas as fichas, sem medo de errar. Isso porque se existe alguém que conquistou em todos os livros, sem nunca ter o que reclamar, esse é Maurício Gomyde.

Dias Melhores pra Sempre é o quarto livro do autor e possui a mesma qualidade técnica dos anteriores, se tornando cada vez mais uma característica extremamente positiva do trabalho de Maurício. Dificilmente existe um escritor nacional tão bom que consiga unir humor, drama e lições de vida sem que isso torne a história maçante e que aparente ser forçado.

Com a história de Bruno o leitor se pega sorrindo como um bobo apaixonado, com lágrimas em seus olhos, resultado de uma carga emocional extrema, e gargalhando como uma criança que se diverte com tudo ao seu redor. Tudo o que encontramos nas páginas desse livro é encantador, também por isso é impossível deixar o livro de lado quando começamos a ler – e após a leitura a história permanece em nossos pensamentos e corações.

Apesar de isso tudo ser semelhante ao que já foi sentido com trabalhos anteriores, não é possível comparar Dias Melhores pra Sempre com as demais histórias. No entanto isso não acontece simplesmente pela essência ser diferente, ou seja, pela história ser narrada com as mesmas características, mas querendo transmitir uma mensagem inédita e por vezes até mais importante.

Outra diferença está na própria divisão do enredo. Não é todo dia que um livro começa pela parte 2, mas o que a princípio é uma ideia maluca, rapidamente se mostra uma escolha muito certa para prender o leitor e deixá-lo envolvido Como já sabemos parte do que irá acontecer, o receio de algo ser diferente do esperado é muito menor, então é possível realizar a leitura com tranquilidade.

Dias Melhores pra Sempre, a exemplo de todas as histórias escritas por Maurício Gomyde, se trata de uma obra sem igual e tem inclusive o poder de fazer qualquer pessoa descrente voltar a acreditar na força do amor. Se aproveitando de importantes obras de arte – essenciais até mesmo para a elaboração da capa - e da própria música, em um repertório escolhido cuidadosamente, o autor emociona ao mostrar como é sempre possível e mais delicado surpreender a cada novo dia, ainda mais quando cada novo dia representa também uma nova vitória e uma superação.

“Tudo parecia ter voltado à vida, mas eu ainda precisava resolver uma pendência que jazia distante, dentro do chalé no alto da Serra do Rio do Rastro. A lembrança de um beijo, de um solitário e inesquecível beijo durante uma bela canção. Beijo cujo gosto eu jamais havia tirado da boca” (pág. 201).

4 Comentários

  1. Bruno, meu xará *---* HAHA
    Ainda não li N-A-D-A desse autor *enterrando a cabeça em um buraco só de vergonha* Não que eu não queira (ou não me interesse), mas é porque ainda não tive oportunidade. Já vi muitas pessoas elogiando o trabalho dele, e o fato de você ter colocado que o autor que é um dos seus preferidos, fico com mais vontade ainda de ler alguma obra dele! Espero que, quando fazê-lo, eu também me encante pela escrita dele <3

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felizmente você já está corrigindo esse erro de não ter lido nada do Maurício, Brunna. :P Como disse, ele é um dos meus autores favoritos e o único a ter todas as obras na lista dos favoritos. Isso deve ter algum significado, não é mesmo? rsrs Como você disse no Facebook que já está lendo, espero que você realmente se encante, se emocione e fique feliz com a leitura, que certamente vale a pena.

      Beijos,

      Excluir
  2. Tenho um dos livros do Maurício aqui em casa, mas ainda não o li. Li apenas algumas resenhas em relação às suas obras e, por incrível que pareça, TODAS foram positivas. Isso faz com que minhas expectativas fiquem lá em cima. Mas é legal saber que nossos autores mandam bem em suas tramas. Como o livro já está na minha meta de leitura pra esse ano, vou poder finalmente conhecer o trabalho do Gomyde.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  3. Nossa, ouvi falar do Maurício Gomyde há pouco tempo, mas não vejo uma só pessoa que tenha lido algum livro dele e não tenha no mínimo adorado!
    Adorei o primeiro quote, já gostei muito da escrita do autor só com essa pequena amostra.
    Tô participando de um sorteio de livros dele, espero ganhar e constatar com os próprios olhos o talento do autor.

    ResponderExcluir