Título Original: Need for Speed
Diretor: Scott Waugh
Duração: 130 minutos
Baseado: Need for Speed, de Brian Kelleher
Tobey Marshall (Aaron Paul) herdou do pai uma oficina mecânica, onde, juntamente com sua equipe, modifica carros para que se tornem o mais rápido possível. Além disto, Tobey é um exímio piloto e volta e meia participa de rachas. Um dia, o ex-piloto da Fórmula Indy Dino Brewster (Dominic West) o procura para que Tobey possa concluir um Mustang desenvolvido por um gênio da mecânica que já faleceu. Apesar das divergências entre eles, Tobey aceita a proposta por precisar muito do pagamento oferecido por Dino. O carro é concluído e posteriormente vendido.
Entretanto, a velha rixa entre eles faz com que disputem um último racha, que conta ainda com a participação de Pete (Harrison Gilbertson), grande amigo de Tobey. A corrida termina em tragédia devido ao falecimento de Pete. Considerado culpado pela morte, Tobey passa dois anos na prisão. Quando enfim é solto, ele organiza um plano para que possa participar de uma conhecida corrida do submundo onde Dino também correrá.
Não é possível precisar os anos que se passaram desde o primeiro contato com a franquia de games Need for Speed. Fato é que a cada novo jogo a adrenalina, sentida ao pilotar as potentes máquinas, era inevitável e causadora de um grande vício. Isso voltou a acontecer com o livro de mesmo nome, escrito por Brian Kelleher, e agora com o filme do diretor Scott Waugh.

Como não poderia deixar de ser, o foco de Need for Speed – O Filme é diferente do que encontramos na obra literária. O fato de ambas as produções surgirem simultaneamente impede que o filme seja classificado como uma ótima adaptação do livro, apesar de idênticos, mas como os dois são adaptações dos games, é possível dizer que agradam de um modo geral e conforme suas possibilidades.
Enquanto o livro tem como ponto forte suas descrições técnicas, para alegria dos fãs da velocidade, o filme tem um satisfatório misto de adrenalina, perseguições e corridas, ação e o melhor das rivalidades das ruas. Pode ser clichê, como qualquer história do gênero seria, mas não deixa de ser empolgante acompanhar de forma mais real a potência dos veículos desejados por dez entre dez fãs da franquia dos games.

Se as diferenças entre filme e livro se devem exclusivamente às possibilidades de uma produção cinematográfica, o mesmo acontece com as emoções das personagens, quase imperceptíveis na narrativa de Kelleher. Isso já era esperado pela presença do premiado Aaron Paul, apesar de no início ele estar apático e sem graça. Quem já conhece a história entende seus motivos e sabe que é questão de tempo para a fúria e o espírito vingativo de Toby Marshall fazer a diferença. Dito e feito.
Marshall é a típica personagem que possui um ar de herói e está sempre decidido a encarar o mal. Até aí nenhuma novidade, porém raramente uma personagem como essa pode se orgulhar de ter Aaron Paul lhe dando vida. O talentoso ator prova, mais uma vez, o motivo de ser querido por fãs e críticos, atuando brilhantemente ao lado de sua belíssima parceira, Imogen Poots, muito criticada por sua atuação, mas também dando vida a uma personagem estereotipada, e com um insuportável rival, interpretado por Dominic Cooper.

O grande erro ao tratar essa adaptação é compará-la com Velozes e Furiosos, uma franquia com outras intenções e ambições, por isso de uma qualidade propositalmente maior. Need for Speed – O Filme é para os saudosistas, que acompanharam a evolução dos games ao longo de vinte anos. Mesmo sendo longo e com falhas no enredo, como a aguardada corrida representar uma pequena parcela da totalidade, o ronco dos motores, em especial do Mustang, e todas as sequências são empolgantes para quem já viveu situações semelhantes nos games.

6 Comentários

  1. Oi Ricardo,
    Eu não sou grande fã da franquia Need For Speed. Eu gosto muito mais de Midnight Club *-*' kkk Mas claro que é muito emocionante ver um jogo saindo do console e virando livro/filme. Acho que estão em alta essas adaptações, né? O Aaron com certeza deve desempenhar o papel perfeitamente, depois do protagonista de Breaking Bad não duvido desse cara ter sucesso em qualquer filme que ele faça.
    Espero poder conferir e torço para que não façam da franquia um Velozes e Furiosos, que era tão bom, mas cansou por querer fazer trezentos filmes ao passo que poderia ter terminado no segundo.

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mariana.
      Infelizmente meu contato com Midnight Club foi menor, mas as experiências também foram incríveis. *-*
      Sobre o filme, não sei se existe a ideia de lançar novos filmes, mas se isso acontecer eu também espero que não pensem apenas nos lucros. Uma pena quando a essência é deixada de lado. :(

      Beijos!

      Excluir
  2. Caramba, quero muito assistir este filme.
    Jogo Need for Speed desde meu primeiro PS2 e fiquei muito curioso para conferir o filme.
    Como você citou a questão do Velozes e Furiosos, eu já imaginava que teriam grandes comparações dos filmes, porém realmente ambos tem direções e intenções bem diferentes.

    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Caramba, quero muito assistir este filme.
    Jogo Need for Speed desde meu primeiro PS2 e fiquei muito curioso para conferir o filme.
    Como você citou a questão do Velozes e Furiosos, eu já imaginava que teriam grandes comparações dos filmes, porém realmente ambos tem direções e intenções bem diferentes.

    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca joguei Need for Speed mas assisti esse filme e adorei! Realmente não da pra comparar com Velozes e Furiosos, tirando os carros são duas coisas bem diferentes e a maior qualidade de Velozes e Furiosos é indiscutível. Não gostei muito da atriz não sei porque, ela evolui no decorrer do filme mas ainda a achei meio fraca na história. Mas o filme é ótimo, um pouco longo mas compensa assistir. beijos

    ResponderExcluir
  5. Nossa eu não conhecia este filmes, mas amooo de paixão filmes de adrenalina, pois são tops demais para mim.
    Amo assistir Velozes e Furiosos rs.

    Obrigado por me apresentar.

    Beijos

    ResponderExcluir