O período em que a Jovem Guarda estourou no cenário musical brasileiro durou poucos anos, porém foi suficiente para marcar toda uma geração de músicos. Além Roberto Carlos, Erasmo e Wanderléia, outros tantos artistas surgiram e conquistaram o sucesso, mesmo sem participar do programa de televisão comandado pelos principais representantes do movimento. Ronnie Von é apenas um exemplo.

Ronnie iniciou sua carreira na primeira metade da década de 60 e não demorou a ser apelidado de O Pequeno Príncipe, referência ao clássico da literatura. Além disso, ele comandou um importante programa de televisão, o que criou certa rivalidade entre ele e Roberto Carlos.

Apesar de não ter o mesmo sucesso de Roberto, o cantor nascido em Niterói também marcou o seu nome na história com álbuns inesquecíveis e agora tem sua vida narrada na biografia Ronnie Von: O Príncipe que Podia ser Rei, publicada pela editora Planeta de Livros Brasil.

Título: Beijos de Areia
ISBN: 978-85-422-0384-4
Autor: Reyes Monforte
Páginas: 416
Sinopse:
“Somos o que somos por causa de nosso passado. Você nunca poderá se esquecer de onde veio, nunca poderá mudar isso.” Laia é uma jovem saariana que começou uma vida nova na Espanha: vai seguir uma carreira, planeja ir morar com seu namorado, Júlio, e sua família adotiva a ama e a apoia. No entanto, sua felicidade é truncada pelo terrível peso das recordações: ninguém conhece o obscuro segredo que ela conseguiu deixar para trás nas tendas que formam o acampamento de Dajla. E agora, esse passado voltou para assombrá-la.
Quando Laia desaparece, arrastada a terras africanas pelos fantasmas de seu passado, as duas histórias de amor ganham forçosamente um novo rumo. Laia e Júlio; Carlos e Maima. Uma dança entre personagens que se mesclam no presente e no passado, unidos por um destino em comum: um amor impossível. Uma aventura apaixonante, cheia de romantismo, segredos inconfessáveis, ameaças, injustiças históricas e a impactante denúncia de uma realidade mascarada que ainda hoje existe nas dunas do Saara.
Título: Dexter em HQ
ISBN: 978-85-422-0335-6
Autor: Jeff Lindsay
Páginas: 120
Sinopse:
Dexter, o psicopata dos psicopatas, depois de fazer grande sucesso nos livros e na TV, agora invade as páginas dos quadrinhos. Nessa história completa, o devotado personagem deve lidar com um fantasma de seu passado: Steve Gonzalez, um valentão que perseguiu Dexter na época da escola. Porém, ele hoje é um filantropo, considerado a Madre Teresa de Miami por causa de sua Fundação Esperança, que reabilita viciados. Após um inocente reencontro em uma festa, Dexter acredita que nunca mais o verá. No entanto, uma série de assassinatos coloca os dois em rota de colisão.
Título: Mandela: Meu Prisioneiro, Meu Amigo
ISBN: 978-85-422-0369-1
Autor: Christo Brand com Barbara Jones
Páginas: 304
Sinopse:
Mandela tinha o grande dom da magnanimidade. Seu povo estava sendo espancado, preso e detido sem nenhuma acusação criminal. Alguns detentos não passavam de crianças. Sua própria esposa e suas filhas estavam sofrendo. Mesmo assim ele ainda conseguia sorrir e apertar calorosamente a mão dos mandantes dessas injustiças. Mandela não estava oferecendo seu perdão a P. W. Botha nem a seu sucessor, F. W. de Klerk, mas entrou no jogo tendo sempre em vista, no longo prazo, o maior prêmio de todos: a liberdade para a África do Sul negra. E a maior parte de sua luta pela liberdade foi feita da prisão da Ilha de Robben, graças à improvável ajuda de um carcereiro muito especial. Christo Brand era filho de um capataz de fazenda.
Passou a infância brincando com crianças negras e pardas na zona rural do Cabo Ocidental, na África do Sul, e pouco sabia sobre o cruel regime do apartheid que dominava outras partes do país. Por ter abandonado a escola, ele deveria enfrentar serviço militar obrigatório nacional, mas, sendo um menino cristão, amante da paz e da família, Christo relutou em entrar para as brutais forças armadas e policiais da África do Sul. Em vez disso, inscreveu- se no serviço carcerário e foi enviado à Ilha Robben para vigiar os homens mais perigosos da África do Sul: Nelson Mandela e seus companheiros revolucionários, os combatentes radicais do Congresso Nacional Africano (CNA).
Hoje, aos 53 anos, Christo continua trabalhando na Ilha Robben. Ele administra a loja de suvenires e conta histórias aos milhares de visitantes interessados em seus dias com Mandela. Hoje a Ilha Robben é um Patrimônio da Humanidade, um tributo ao homem que dedicou a vida para libertar seu povo: Nelson Mandela. É essa experiência que Christo narra, com a ajuda da jornalista Barbara Jones.
Título: Meia-Noite em Bhopal
ISBN: 978-85-422-0358-5
Autor: Javier Moro
Páginas: 360
Sinopse:
Uma família de camponeses indianos expulsa de sua terra por enxames de pulgões assassinos. Três entomólogos nova-iorquinos que inventam um pesticida milagroso.
Um gigante da indústria química que encontra um gás mortal para fabricá-lo. Jovens engenheiros do Ocidente que querem acabar com a fome do terceiro mundo. Uma empresa tão inocente quanto uma fábrica de bombons. As festas e as alegrias dos deserdados de uma favela. Eunucos e princesas que enfeitiçam os engenheiros norte-americanos. Um trabalhador louco por poesia que desencadeia o Apocalipse. Médicos heroicos que morrem envenenados fazendo boca a boca nas vítimas. Uma recém-casada que se salva das chamas de uma fogueira graças ao pequeno crucifixo que leva ao pescoço... Uma história verídica. Centenas de personagens, de situações e de dramas se mesclam neste afresco exuberante de amor, heroísmo, fé e esperança. Uma tragédia no coração de nosso tempo que também serve de advertência a todos os aprendizes de feiticeiro que ameaçam a sobrevivência de nosso planeta. Parte dos direitos autorais deste livro financia ações humanitárias em Bhopal.
Título: Ronnie Von: O Príncipe que Podia ser Rei
ISBN: 978-85-422-0388-2
Autor: Antônio Guerreiro e Luiz Cesar Pimentel
Páginas: 192
Sinopse:
Ronaldo Lindenberg Von Schilgen Cintra Nogueira, o Ronnie Von, nasceu em Niterói, em 17 de julho de 1944. Ronnie Von queria ser piloto. Prestou exame para a Escola Preparatória de Cadetes do Ar de Barbacena e, aos 17 anos, fez seu primeiro voo sozinho, num Folker T-21, que ele narra como um dos dias mais emocionantes de sua vida. Mas Ronnie Von logo foi forçado a assumir os negócios da família e a estudar economia. Sua carreira como cantor começou por acaso no bar “O Beco das Garrafas”, quando foi obrigado a dar uma canja e acabou descoberto por João Araújo, diretor artístico da Philips (atual Universal). A primeira gravação foi um fenômeno, e Hebe Camargo lhe deu o apelido pelo qual é conhecido até hoje, Príncipe. Contrariando sua família, Ronnie Von começou sua carreira no auge da Jovem Guarda, embora nunca tenha participado do programa apresentado por Roberto Carlos, Erasmo e Wanderléia. De modo independente e inesperado, fez grande sucesso com as canções “A praça”, de Carlos Imperial, e “Meu bem”, uma versão em português do próprio Ronnie Von para a música “Girl” dos Beatles. Em 1966, comandou o programa “O Pequeno Mundo de Ronnie Von”, onde lançou artistas importantes como Os Mutantes, Eduardo Araújo, Os Vips, Martinha, Jerry Adriani e Gal Costa. Suas experiências como “pai e mãe” resultaram no livro “Mãe de Gravata”, e a ideia de apresentar um programa feminino veio do amigo e publicitário Washington Olivetto. Hoje, Ronnie Von apresenta o programa diário “Todo Seu”, na TV Gazeta.

3 Comentários

  1. Oi Ricardo,

    Tenho alguns livros dessa da editora Planeta, gosto bastante.
    Me interessei pelo Beijos de Areia, adoro histórias assim, ainda mais que envolvem o deserto do Saara, acho fascinante e cheio de mistérios!

    Beijos

    http://entreresenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. oi ^^
    Eu não conhecia nenhum desses lançamentos (só havia visto as capas de algum). Eu gostei muito de Meia-Noite em Bhopal, é uma história forte, gostei por ser verídica e por parte dos direitos autorais do livro ajudarem as pessoas de Bhopal!
    ps: volte a assistir Penny Dreadful, é mto bom o final ><

    tem postagem nova no meu blog
    (e layout novo de novo kkk)
    espero você por la
    bjinhus

    Dudi.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ricardo!
    A editora publicou títulos que não me interessaram tanto.
    Mas o único que me deixou curioso foi "Meia-Noite em Bhopal". Parece ser um ótimo livro.
    Aguardo suas resenhas. Boas leituras!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir