Foto: Reprodução
Com apenas dezesseis anos, a carioca Bruna Paiva está cercada pela arte desde os quatro anos, quando seus pais a colocaram no ballet e a dança se tornou uma de suas paixões. Além da dança, a literatura também sempre fez parte da infância e adolescência da jovem, que em agosto participou das antologias “Amor nas Entrelinhas” e “Aquarela”, ambas da Andross Editora.

Moderadora do blog Adolescente Demais, Bruna acaba de lançar o romance multimídia Um Diário para Alice, publicado diariamente em seu blog desde o último dia 10 de novembro. O romance será publicado de segunda à sexta, ao longo de trinta dias, e tem como diferencial a utilização de vídeos que complementam os textos.

Nessa obra, a autora apresenta Bianca, uma adolescente que se culpa pela morte de sua melhor amiga, Alice, após um grave acidente, mas que encontra uma forma de manter a amizade entre elas: um diário eletrônico, onde pode dividir suas experiências através de vídeos gravados com o seu celular. Ao conhecer um misterioso garoto, no entanto, Bianca fica dividida entre a felicidade e a culpa, por isso precisa enfrentar o passado para conseguir seguir em frente.

Bruna Paiva concedeu uma entrevista exclusiva ao Over Shock e comentou um pouco sobre “Um Diário para Alice”, história que fala sobre “o valor e a força da amizade” para deixar claro “que nem mesmo a morte foi capaz de apagar o sentimento verdadeiro que unia as duas amigas”. “Amizades verdadeiras são para sempre”, afirma a escritora.

Ela conta ainda que desde o início pensava em publicar os capítulos no blog, por isso a ideia de um formato multimídia, publicando também vídeos, surgiu naturalmente. “Normalmente a gente lê o livro e assiste ao filme em momentos separados. A proposta do meu romance é convidar o leitor a fazer os dois ao mesmo tempo”, explica Bruna, que disse também que o formato está atraindo leitores menos habituais.

Sobre o processo criativo, a autora de “Um Diário para Alice” conta que a história começou como um conto, mas que cresceu tanto que seria necessário estendê-la. Além disso, foi preciso também tempo para que a história e os diários se complementassem, ainda que ambos sejam em primeira pessoa. “Enquanto nos capítulos a protagonista narra os fatos para o leitor, nos diários ela conversa, interage e troca confidências diretamente com a amiga que morreu”. “Conciliar essas duas linguagens e fazer com que elas se complementassem foi um grande desafio”.

Apesar de não ter participado de todas as gravações, Bruna Paiva conta que fez questão de conversar com a atriz “sobre a entonação e o clima mais adequado para os diários”. “Optamos por gravar os vídeos sem cortes para ficar o mais natural possível”, conclui.

Segundo ela, o book trailer e os vídeos dos diários estão sendo bem recebidos pelos leitores, por isso, na opinião da jovem, os recursos disponíveis “podem e devem ser utilizados para atrair novos leitores”. Bruna Paiva exemplifica contando que a escritora Thalita Rebouças “fez um book trailer, escreveu música e criou uma banda de verdade para lançar seu último livro”.

“Um Diário para Alice” possui também uma versão estendida que Bruna pretende lançar, no formato impresso, no próximo ano. Essa versão terá links para todos os vídeos do livro, incluindo o book trailer e outras surpresas. Com a aceitação do formato multimídia, a autora garante: “é algo que certamente voltarei a utilizar em outros projetos”.

Clique aqui e acesse o blog Adolescente Demais para realizar a leitura de “Um Diário para Alice”.

Bianca e Alice, ambas de 16 anos, eram duas adolescentes felizes que cresceram juntas em Brasília, no Distrito Federal. Tudo ia muito bem até que um grave acidente rompe o pacto de amizade eterna entre as duas. Alice morre e Bianca assume para si a culpa pela tragédia e por ter sobrevivido.
Sua família decide se mudar para outra cidade e Bianca resolve levar Alice na bagagem. A maneira que ela encontra para permanecer conectada à amiga que morreu é criar um diário eletrônico, com vídeos gravados em seu próprio celular. Bianca passa, então, a dividir suas novas experiências com Alice, que sempre foi sua maior confidente.
Na nova cidade, Bianca conhece Gustavo. O misterioso garoto que completa os versos escritos por ela durante uma aula, acaba despertando seu interesse. Mas Bianca se vê dividida entre o desejo de ser feliz e a culpa de ter tirado esse direito de sua melhor amiga. Seu grande desafio será vencer os fantasmas do passado para enfim retomar sua vida.

Um Comentário

  1. Olá adorei chegar aqui e conhecer mais sobre a autora, não conhecia ela e nem sua obra, mas a sinopse já me chamou a atenção, adoro livros que contam um drama que necessita de superação! Vou dar uma olhada!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir