Texto: Os Melhores do Mundo
Baseado: -
Direção: -
Duração: 90 minutos
Gênero: Comédia
Apresentação: 07 de março de 2015
Tendo como pano de fundo fantásticos contos bíblicos e civilizações milenares, a peça narra a história de Hermanoteu (Lucas Segreti), simplório pastor, que, em um belo dia de trabalho, recebe a incumbência de encontrar a terra de Godah e libertar o povo do Senhor que lá há muito pena. Nosso herói, então passa a peregrinar ininterruptamente rumo a seu objetivo passando por Roma, Egito e chegando até mesmo a dar umas beliscadinhas na Santa Ceia!
Banhada a sarcasmo e bom humor, "Hermanoteu na Terra de Godah" é uma viagem avassaladora aos cantos mais sombrios do mundo antigo e um desafio aos limites da diversão.
Inspirado pelo clássico de "Os Melhores do Mundo", o Grupo Piraartes deu novo matiz, brilho e intensidade ao consagrado espetáculo. Este é o segundo grande trabalho do grupo que, em 2013, apresentou o "Auto da Compadecida" de Ariano Suassuna. Símbolo de superação, a peça foi sucesso de público em Juruaia/MG berço da trupe.
A peça Hermanoteu na Terra de Godah, do grupo Os Melhores do Mundo, foi a comédia mais espetacular que tive o prazer de assistir, ainda que apenas por vídeos na internet. Justamente por isso, saber que a Piraartes, da cidade de Juruaia-MG, apresentaria a mesma peça criou uma expectativa enorme, sem imaginar que o resultado final seria tão incrível quanto a peça que inspirou o grupo em seu segundo espetáculo.

Não dá para negar que se trata de uma peça com humor pesado e que poderia facilmente desagradar a muitas pessoas, no entanto é exatamente essa característica que dá um tom de originalidade, tornando impossível não se divertir ao extremo. Mas, se o humor é original desde a primeira vez que o enredo foi apresentado, há vinte anos, esse mesmo humor ganha um toque bem diferente com a Piraartes, mostrando a qualidade e a capacidade de o grupo criar sua própria identidade.
Em noventa minutos de espetáculo, em nenhum momento os atores forçam uma piada e, mesmo os trejeitos exagerados e ainda assim necessários de algumas personagens, não tornam as cenas cansativas. Nesse caso, ponto para a peça da Piraartes, que foi ainda superior que a própria peça que a inspirou. Entre outras coisas, isso só ressalta a segurança do protagonista Lucas Segreti e de todos os demais atores, como se esses soubessem quando e como conquistar o público.

Como Lucas é o único protagonista, não é possível falar sobre os demais membros do espetáculo, que se dividem em várias personagens, no entanto é fato a facilidade com que cada um deles tira gargalhadas do público de um modo geral. A cada etapa da jornada de Hermanoteu à terra de Godah, esse encontra personagens históricos e outros ficcionais, sendo que todos se agigantam em cena em atuações hilárias, como Renan Rodrigues interpretando César.
Se a peça, mesmo inspirada em um dos maiores sucessos do teatro brasileiro nos últimos anos, consegue algo próprio devido a essas atuações, vai muito além ao adaptar o enredo para o local em que faz a apresentação. Cada uma das frases que fazem referência à cidade acaba se tornando um espetáculo a parte, senão pelo próprio humor, pelo simples fato de aproximar o grupo de seus espectadores. Uma forma de seguir o estilo de um enredo em que tudo é motivo para piada.

O trabalho mal parece ter sido realizado por um grupo amador, visto que a Piraartes não fica devendo em nada em sua apresentação de Hermanoteu na Terra de Godah, espetáculo que une o mundo passado ao moderno. Mesmo apenas em seu segundo espetáculo, trabalhando sem um diretor fixo, a peça arranca gargalhadas do começo ao fim, a ponto de exercitar como nunca os diversos músculos faciais e ainda deixar a sensação de quero mais, mesmo que fosse apenas para conhecer um pouco mais a tão comentada Micalatéia… Ah, Micalatéia. Ai ai!

2 Comentários

  1. Olá Ricardo,

    Pelo texto que escreveu, a peça parece ser muito divertida e interessante,mesmo tendo um humor pesado como citou.

    Acho muito bacana esses artigos que você posta aqui, é raro vermos esse tipo de iniciativa!

    Beijos

    entreresenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir