Colleen Houck participará de eventos em cidades brasileiras
A norte-americana Colleen Houck, autora da série A Maldição do Tigre, está confirmada na próxima Bienal do Livro do Rio de Janeiro, que acontece em setembro. Além de fazer parte da programação oficial do evento, a autora deve lançar o seu novo livro, “Reawakened”, que será publicado nos Estados Unidos no início do segundo semestre.
Em sua página no Facebook, Houck confirmou também que participará de eventos em outras cidades do país, mas até o momento não existe nenhuma confirmação.

Madras Editora republicará livros de Vanessa de Cássia
A autora Vanessa de Cássia, conhecida por seus livros hots, acaba de assinar contrato com a Madras Editora para republicar dois de seus trabalhos literários. Através do selo Madras Hot, dedicado a livros eróticos e chick lits, a autora relançará os livros “Batom Vermelho” e “Sugar”, que até então estavam disponíveis apenas através da Amazon.
Ainda não existe confirmação de lançamento, porém em suas redes sociais Vanessa agradeceu a “Madras Editora por me apoiar e proporcionar esse momento tão lindo”.

Lucinda Riley assina contrato com editora Arqueiro
A editora Arqueiro confirmou, no início da semana, que publicará os próximos livros da autora Lucinda Riley. O primeiro título da autora irlandesa por sua nova editora no Brasil deve ser lançado no próximo mês de novembro e será o segundo volume da série As Sete Irmãs, anteriormente publicada pela editora Novo Conceito.
Autora best-seller internacional, Lucinda Riley teve alguns de seus livros publicados no país, entre eles “A Casa das Orquídeas”, “A Luz Através da Janela”, “A Garota do Penhasco”, “A Rosa da Meia-Noite” e “As Sete Irmãs”, todos pela Novo Conceito.

Manoel Flor dos Santos apresenta novo livro e conta sobre projetos para 2015
Ao longo dos próximos meses, Manoel Flor dos Santos, autor de “As Freiras que só Ouvem Rock”, publicará novos livros no mercado editorial. Um dos livros é o romance “Os Malogrados”, que trata temas como iluminismo, inquisição, religião, entre outros.
O livro, ainda sem previsão exata de lançamento, sairá pela APED Editora, mesma editora que ainda esse ano deve publicar novos trabalhos de Manoel. Em entrevista exclusiva ao Over Shock, o autor falou sobre essa parceria com a editora e afirmou que a “APED é uma editora comprometida com o autor brasileiro”. “Ela sempre foi muito simpática e prestativa. No momento, não poderia haver melhor empresa para sensoriar minha obra”, destacou.
Sobre o processo de pesquisa e escrita, Manoel Flor dos Santos garantiu que sente “uma satisfação muito grande ao perceber a capacidade de nós, escritores, de patentear as ideias que passam em nossa mente”. Isso se deve, nas palavras do autor, ao fato de qualquer situação dar motivos para ser transformada “em algo grandioso e impactante”. “Fiz uma análise minuciosa do que escrevi e acredito que o resultado foi como o esperado”.
Por fim, o autor comentou também sobre a importância, em sua carreira, das publicações que fará ainda em 2015, ano em que tirou “da gaveta todas as obras que até então estavam concluídas” e que acredita “ser o momento certo para mostrá-las ao público”. “Não estava em meus planos três publicações num mesmo ano, mas já que elas aconteceram, vamos trabalhar”, concluiu.
Romance que evidencia os obstáculos que as pessoas encontravam no amor, nos desejos e nas conquistas de uma vida prazerosa. Além do mais fala do ser forte e do fraco, delineando seu comportando em várias situações. Fatos envolvendo o sofrimento dos marginalizados da época como escravos, mulheres, cristãos-novos estão bem focados. O tema sobre o Iluminismo e a Inquisição tem grande respaldo, em virtude de apresentar personagens idealizadores da primeira vertente, mas também há aqueles opositores, seguidores árduos da Igreja, como um inquisidor basear-se em premissas defendidas na época da Inquisição da Idade Média; ele passa a manifestar-se numa era de revoluções e transformações, opondo-se aos novos ideais Iluministas e políticos. Em suma, a obra descreve a incessante busca de ideais dos personagens.

Joana D’arc lança continuação de “Arddhu e a Maldição das Scarlett”
O livro “Arddhu e o Mistério da Lua”, continuação de “Arddhu e a Maldição das Scarlett”, da autora Joana D’arc, acaba de ser publicado pelo Clube dos Autores no formato digital. Além disso, a autora lançou no YouTube uma música da banda Dominus Vobiscum, levando a banda da ficção para a realidade.
“Arddhu e o Mistério da Lua” pode ser adquirido clicando aqui.

3 Comentários

  1. Eu não sabia que a Houck iria participar de outros eventos pelo Brasil... Espero que seja verdade, assim mais pessoas podem conhecê-la (: Dela, li apenas A Maldição do Tigre e criei uma antipatia gigantesca pela protagonista. Nã! Mas a história é interessante, a autora tem uma mente bem fértil, e, por isso, espero poder conferir outros trabalhos dela.

    Desabafo: se a NC não prestar atenção, vai acabar perdendo os melhores autores! Já foi a Perkins e o Gomyde para a Intrínseca, agora a Riley para a Arqueiro, dentre tantos outros mais anteriormente. Sei que existem tantos outros autores excelentes por aí, mas a NC tem que manter aqueles que já estão na casa. <3

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A Maldição do Tigre" tem realmente uma premissa muito interessante e, apesar de não suportar o triângulo amoroso, a série se tornou muito especial por um motivo mais pessoal. rsrs Justamente por isso queria muito ter a oportunidade de conhecer a Houck e, mais do que isso, quero ler a nova série assim que for publicar. ;)

      Em relação a NC, concordo completamente com você. O grande problema é que ela perdeu alguns dos melhores autores, como o Sparks alguns anos atrás, mas percebo que essa está se tornando uma tendência no mercado brasileiro. O que já está me irritando. Não aguento mais ver autores trocando de editoras como se trocassem de roupa. :X

      Beijos,

      Excluir