Olá, pessoal!
Meu nome é Verônica e sou administradora do Only The Strong Survive; estou aqui a convite do meu querido amigo Ricardo para resenhar um livro cedido por ele que eu queria muito ler. Espero que aproveitem e, para mais resenhas e outras indicações, sintam-se à vontade e muito bem-vindos para conhecer o meu blog.
E desde já deixo aqui meu agradecimento ao Ricardo por me permitir esse espaço para tagarelar. rsrs Ah, e Feliz Aniversário para ele que está ficando velhinho hoje! rsrs
Aproveitem!!
Morando Sozinha, Fran Guarnieri, 1ª edição, Caxias do Sul-RS:
Belas-Letras, 2015, 160 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

Desde que passei a ficar mais ativa na blogosfera, encontrei não só novos blogs que tratavam sobre livros, filmes e séries, mas também aqueles que abordavam culinária, organização e outras dicas preciosas para a vida do dia a dia. Desde receitas práticas e itens de decoração e faça você mesmo, logo tornei-me adepta e seguidora de alguns sites que nos ensinavam a praticidade da vida cotidiana e muitas dicas acabei aderindo para facilitar minha vida, cada vez mais corrida.

Não poderia ter sido diferente com o blog da Fran Guarnieri, o Morando Sozinha. Embora eu ainda viva com os meus pais, foi impossível não ficar encantada com suas dicas de uma vida prática e confortável, mesmo que por si só. Embora não lembre ao certo como encontrei o site dela, foi amor à primeira vista. Ela tinha um vasto e diferenciado conteúdo em seus posts, como resenhas de livros, dicas de decoração e organização, além de receitas na medida para quem comia sozinho. Não perdi tempo e assinei as newsletter para sempre estar acompanhando as novidades.

Quando descobri que ela lançaria um livro, mal podia esperar para ter todas as suas dicas na minha estante. Não acho que morarei sozinha tão já, mas sempre adorei estar preparada para tudo e Morando Sozinha é um verdadeiro guia de sobrevivência para qualquer um que esteja saindo de baixo das asas dos pais e conforto do lar familiar.

De narrativa descontraída e rápida leitura, Fran nos mostra todo o processo pelo qual passou quando decidiu ir morar sozinha. As primeiras dificuldades, a necessidade de um planejamento cuidadoso e, o mais importante: contou-nos os erros que cometeu, para evitar que seus leitores caiam nas mesmas ciladas.

"Antes de começar qualquer coisa na sua vida lembre-se de repetir essa frase para você mesma: preciso me organizar primeiro" (pág. 26).
Morar sozinha envolve muitas coisas que, em um primeiro momento, não conseguimos imaginar sua dimensão. Mas, conforme viramos as páginas do livro, percebemos que não é um processo fácil, quanto menos barato. Estar deixando a proteção da família para ser dono de si mesmo implica em muitas responsabilidades que, antes, você simplesmente poderia reclamar de ter de fazer, como arrumar a cama, lavar a louça, lavar a roupa e limpar a casa.

Eu posso dizer que não sou nem um pouco acostumada a lidar com tarefas domésticas, embora adore uma boa sessão de organização. Quando termina, é uma sensação de dever cumprido indescritível. Entretanto, pense na responsabilidade de organizar seu quarto multiplicado para atender um apartamento inteiro só com seus dois braços e duas pernas.

Muita coisa, né? Mas, não se preocupe, o livro, que possui um layout muito divertido e prático, traz listas e oferece planejamentos que podemos seguir sem maiores problemas. Não sabe por onde começar? Então calma que a autora te explica como. Os capítulos fluem rapidamente e os temas abordados são aqueles sem os quais não conseguimos sobreviver em uma casa por nossa conta: finanças, alimentação, organização e planejamento. Logo cheguei à conclusão de que morar sozinha exige disciplina, força de vontade e muito, mas muito trabalho.

Admito que fiquei com vontade de arrumar minha malinha e sair de casa para viver o grito de independência, mas, depois de pesar tudo o que teria de fazer, me acomodei melhor no sofá e agradeci mentalmente por não precisar fazer nada disso ainda. Não tiro os créditos de morar sozinha, deve ser mesmo muito incrível, mas acredito no que a Fran explica no livro: cada um tem a sua hora. E a minha ainda não chegou. Entretanto, tenho certeza de que é uma leitura que todos deveriam fazer, não importa a idade, não importa com quem esteja morando.

Várias dicas eu poderei e estarei aplicando na minha vida desde já para que, quando a hora chegar, tudo aconteça da maneira mais fácil e menos tumultuada possível.

"Quando ainda estamos morando com nossos pais não percebemos a estrutura que um lar requer, pois desde que nascemos já está tudo ali, prontinho" (pág. 53).
Apesar dos vários erros que encontrei durante a leitura, o que me incomodou um pouco, já que o livro é bem curtinho, (as margens são espaçosas e, com uma simples revisada, dava para ter eliminado todos eles), não pude deixar de ficar encantada com o trabalho gráfico do livro. Não sou muito fã de rosa em excesso, mas confesso que fiquei apaixonada pelo visual todo decorado e fofo.

Uma leitura rápida, prática e que pode te ajudar, não importa qual seja sua atual situação. São dicas que levaremos conosco até o final e que podem começar a nos ajudar agora mesmo!

Morando Sozinha é leitura obrigatória, desmistifica a vida solo e traz um verdadeiro guia para você se organizar e começar a planejar o próprio grito da independência.

"Então vou te contar um segredo que a essa altura já não é mais segredo: há coisas que a gente só aprende errando. Você pode ler este livro e seguir todas as dicas, e vai ser ótimo para você, pois muita coisa que eu errei você tem a chance de aprender com o meu erro e não fazer igual" (pág. 94).

Sobre a Autora
Verônica Cocucci Inamonico tem 20 anos, é estudante de Direito e administra o blog Only The Strong Survive desde 2008. Apaixonada por livros, filmes, séries de TV e História, abre mão de qualquer coisa para ficar em casa na companhia de um bom livro, no seu mais confortável pijama.

3 Comentários

  1. Oie
    Estou doida para ler este livro, parece ser muito bom. Fiquei curiosa para ler as dicas!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Verônica e Ricardo! =D
    Não sou muito fã de livros de dicas, sei lá o porquê. Mas esse livro parece ser muito interessante, porque todos os jovens tem vontade de sair de casa e este livro seria uma luz, tanto para repensar essa decisão quanto para saber por onde começar.
    Achei a resenha maravilhosa!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Acho que livros assim são muito úteis para adaptar a um novo estilo de vida, ou a alguma atividade que seja. Achei bem interessante e não conhecia ainda. Acho que daqui uns meses vou precisar de um manual de morar sozinho hahahaa
    Seja bem vinda ao blog, adorei a resenha!

    www.booksever.com.br

    ResponderExcluir