Mar de Pedras, Daniel Barros, 1ª edição, Brasília-DF: Thesaurus, 2015, 256 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

Mar de Pedras é o terceiro livro de Daniel Barros, que antes escreveu “O Sorriso da Cachorra” e “Enterro sem Defunto”. O escritor é policial civil do Distrito Federal, onde reside, mas o alagoano faz questão de honrar suas origens. A literatura de Barros é fortemente influenciada por Ernest Hemingway, mas remete também a Roth e Bukowski. O livro tem uma forte carga de erotismo, o protagonista Henry é um Hank Moody, um Henry Chinaski, um Don Juan moderno, um desses homens que nasceram com algum mel feromônico, que é certeza de boas histórias e muita confusão quando se vive cercado de belas mulheres, como é o caso do fotógrafo de moda em questão.

Nesse romance o escritor demonstra um esmero por tornar o livro mais acessível, buscando um número mais amplo de leitores. Isso fica claro em cuidados como uma estrutura de capítulos de leitura fácil, os parágrafos e os capítulos são curtos, não mais do que uma cena em cada um. A linguagem é clara sem perder o cuidado literário, temperado aqui e ali com uma pitada de expressões e modos de dizer regionais. A revisão de João Carlos Taveira é precisa e o cuidado gráfico da edição salta aos olhos.

O romance se passa a maior parte do tempo na ilha do Croa em Alagoas. Daniel Barros deixa o ambiente urbano de Brasília e Maceió e traz suas histórias e personagens para uma pequena vila de pescadores, que se torna o universo do livro, com seus reis e sua corte, sua lei própria e os absurdos que dominam a política brasileira. A capacidade de nos transportar para a história, que já estava presente no segundo livro (“Enterro sem Defunto”) é levado a outro patamar nesta obra: a brisa do mar, o cheiro do peixe, a sombra da rede, a pele suada morena de sol, o Atlântico quebrando nas pedras do arrecife, são estes os novos elementos na prosa de Barros, que consegue desenvolver muito bem as personagens e o cenário.

Em seu terceiro romance Daniel Barros está próximo de sua plenitude como autor. O livro está muito bem costurado, bem desenvolvido, mas novamente o final não é o esperado pelo leitor. A surpresa é o elemento que caracteriza os últimos capítulos do livro. O escritor busca imitar a vida com finais realistas em suas obras, nos conduzindo por um rio que não deságua no mar, mas corre para as serras. É um modo de marcar o livro em nossa memória, sair do lugar-comum, mas os leitores que apreciam a prosa picante e viva do autor, almejam que nem todas as batalhas sejam perdidas, por mais que estejamos em uma luta de Davi contra Golias.

Pesando tudo isso na balança o livro vale a pena. Se você gosta de Hemingway, Phillip Roth, Charles Bukowski, Jorge Amado ou literatura erótica, com certeza vai gostar. Se essa não é sua praia, experimente conhecer algo diferente, pois pode ser surpreendente.

Sobre o Autor
Mauricio R B Campos nasceu em São Paulo, em 1977. Com formação em Administração, trabalha no mercado financeiro. É casado e está radicado em São Carlos (SP) desde 2008.
Publicou contos em diversas antologias, dos mais variados gêneros literários, tanto em formato tradicional quanto e-book, das editoras Komedi, Andross, Aped, Ixtlan, Illuminare, Multifoco, Navras Digital, Babelcube Inc., Darda e Buriti.
Como roteirista participará da antologia de HQ "O Rei de Amarelo em Quadrinhos".
Mantém um Website, uma conta no Twitter, Facebook e mais outras tantas redes sociais que não dá conta de verificar, atualizar, postar e compartilhar.

9 Comentários

  1. Belíssima resenha! Muito obrigado ao ensaísta e crítico literário Maurício R B Campos e ao Overshock pela publicação.

    ResponderExcluir
  2. Olá Mauricio e Ricardo!
    Adorei essa resenha.
    Parece ser um livro bem legal e totalmente diferente do que eu normalmente leria. Quem sabe no futuro não dê uma chance.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Daniel Barros realmente merece reconhecimento e destaque no mundo literário, suas obras são excelentes, verdadeiramente já é um dos grandes escritores nacionais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado meu caro colega e companheiros das letras. Ansioso pelo seu livro!

      Excluir
  4. Excelente resenha do livro MAR DE PEDRAS do autor e amigo de profissão (Servidor Público) DANIEL BARROS. Ao ler esse livro comentei com o autor que eu ficava me imaginando, aposentado, lá em João Pessoa, para onde pretendo me mudar com a família. Continuava dizendo para ele que me via deitado na rede apreciando da varanda da casa aquelas paisagens marítimas deslumbrantes, assim como faz o protagonista daquele livro (Henry). Entretanto, não sendo um Don Juan de mulheres como ele (Henry), a não ser com minha esposa, com quem partilho o sonho de residir com a família no litoral nordestino, de onde vim ainda criança (idos de 1969). Enfim, ótima resenha que sintetiza esse belíssimo livro (MAR DE PEDRAS). Ozenaldo (Brasília-DF) - Licenciado em História pela UEG.

    ResponderExcluir
  5. Daniel Barros não escreve em vão, sua imaginação percorre as recônditas regiões do universo. Um abraço do seu amigo Enerson Vaz

    ResponderExcluir
  6. Ótima resenha. Certamente mais uma excelente obra de Daniel Barros!

    ResponderExcluir
  7. Amei a sua resenha, Maurício. Vou comprar o livro de Daniel Barros. Quero conhecer melhor essa obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste do livro. Aguardo um feedback. http://www.amazon.com.br/Mar-pedras-Daniel-Barros-ebook/dp/B00YLB082E/ref=pd_rhf_dp_s_cp_2?ie=UTF8&refRID=0R47Y934GZN2X80ESZQG

      Excluir