Sensacionalista, Leonardo Lanna, Martha Mendonça, Marcelo Zorzanelli e Nelito Fernandes, 1ª edição, Caxias do Sul-RS: Belas-Letras, 2016, 192 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

Embora não acompanhe assiduamente as postagens do portal Sensacionalista, sempre me divirto quando me deparo com algumas de suas notícias fakes. O humor inquestionável de toda a equipe do site é a maior ferramenta na busca pelo sucesso, mas isso não bastaria de nada sem ter como aliada uma impressionante criatividade, capaz de transmitir veracidade até nos temas mais absurdos explorados diariamente.

Esse sucesso é comprovado pelos números: são mais de dez milhões de acessos mensalmente, além de 2,2 milhões de seguidores apenas no Facebook. Com essa legião de fãs, era questão de tempo para que as postagens do site ultrapassassem a barreira tecnológica e atingissem também o mercado editorial, que ao meu ver carece de obras que tenham como principal característica o humor. Sensacionalista, escrito pelos responsáveis do portal, Leonardo Lanna, Martha Mendonça, Marcelo Zorzanelli e Nelito Fernandes, chega ao mercado para presentear os fãs virtuais e conquistar uma nova leva de leitores para as suas absurdas notícias.

Obviamente que para ganhar as livrarias as notícias do portal precisaram passar por uma rigorosa seleção. Como essa seleção foi feita apenas os responsáveis pela publicação podem explicar, mas está claro o desejo de mesclar assuntos e até mesmo tipos de notícias, como se essa fosse a forma ideal de reunir o que melhor foi produzido ao longo dos últimos anos. Assim o livro tem notícias sobre tecnologia, entretenimento e comportamento, além de notícias do Brasil e do mundo; algumas atemporais e outras nem tanto, resultando em uma antologia riquíssima de humor, exatamente como o esperado.

O grande problema é que algumas notícias do passado não possuem a mesma graça da época em que originalmente foram publicadas no portal. Ainda que o humor esteja presente, essas notícias sofrem pelo mal causado pela velocidade com que um fato se torna ultrapassado em um mundo que está em constante mudança. Isso não atrapalha em nada a divertida experiência de leitura, mas mostra que a maior preocupação foi incluir no livro as manchetes de maior sucesso da web.

Ao longo de todo o livro os autores têm como pauta temas dos mais variados possíveis, explorando, entre outras coisas, notícias do cotidiano do brasileiro com maestria e inteligência — sendo essas as notícias mais divertidas do livro. Mas eles também se preocupam em tirar sarro de estranhezas, como a moda do livro de colorir, por exemplo, usando da ironia para noticiar que uma editora resolveu, pela primeira vez em meses, lançar um lido apenas para ser lido.

Obviamente que ao escrever sobre o assunto os autores estão tratando também dos livros interativos que tomaram conta das prateleiras das livrarias nos últimos anos. Ironicamente ou não, Sensacionalista também é um livro interativo: vez ou outra perguntas de verdadeiro ou falso complementam a edição, mas o livro vai ainda além pela capacidade de tirar gargalhadas a cada nova página. Essa acaba sendo a maior interação existente entre autores-leitores.

Mas se a obra originada da internet tem como principal qualidade o humor afiado e inteligente, a edição caprichosamente preparada pela editora Belas-Letras dá um verdadeiro show aos olhos dos leitores, com ilustrações e cores vivas que dão um toque especial ao prazer de se sentar em uma manhã qualquer e se deliciar com tantas notícias que só poderiam sair das mentes de jornalistas brilhantes como os autores de Sensacionalista. Por isso deixo uma única dica: mostre a sua genialidade e pague por este livro, mesmo que ele esteja inteiramente disponível na internet. Garanto que não vai se arrepender!
“Após o sucesso dos livros para colorir, rabiscar, amassar, rasgar etc. uma editora de São Paulo resolveu surpreender apostando na tradição. Pela primeira vez em meses ela lançou um livro que é só para ser lido, nada além disso” (pág. 65).

4 Comentários

  1. Parabéns pela resenha, Ricardo! Espero ter a oportunidade de dar gargalhadas com esse livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Ricardo!
    Nem preciso dizer que adorei a resenha. Espero ter oportunidade de poder rir com esse livro também.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Ricardo, adorei a resenha! Estava curiosa para saber como ficou o livro, já que acompanho o site há bastante tempo. Eu já imaginava que algumas perderiam um pouco da graça que tinham na época em que foram publicadas online.

    Beeijos, Paola
    uma-leitora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá Ricardo tudo bem,

    Não conhecia o livro e muito menos eles, vou pesquisar mais sobre, você me deixou curioso, ótima dica...abraço.

    http://www.devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir