Testamos a Conta Premium do Widbook, uma novidade atrativa aos escritores

Desde que ganhou sua versão em português, a plataforma de escrita e leitura de e-Books Widbook, criada por brasileiros e sucesso em vários países, ganhou uma série de novidades visando proporcionar uma experiência única aos seus usuários. Cada novidade consolida a plataforma como a de melhor qualidade do gênero, em especial por sempre tratar com atenção os escritores iniciantes que querem apenas divulgar seus trabalhos.

O Widbook inicia o ano de 2015 com as mais ousadas mudanças desde a sua chegada ao Brasil, sendo todas elas criadas a partir do surgimento de uma Conta Premium que possibilita vantagens interessantes à parte dos usuários.

O Over Shock teve a oportunidade de testar as novidades tão logo foram disponíveis aos usuários e, vendo-as como um escritor com textos publicados, fica claro que, para quem acessa a plataforma apenas para a leitura de e-Books, elas podem não ser tão atrativas, no entanto os escritores certamente tem muito que aproveitar.

Nota Literária 31#

Julia Quinn estará na próxima Bienal do Livro do Rio
A autora best-seller Julia Quinn, publicada no Brasil pela editora Arqueiro, foi confirmada como a primeira atração internacional da próxima Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em setembro.
Autora da série Os Bridgertons, Julia Quinn já vendeu 8 milhões de exemplares no mundo. Seu próximo lançamento no país será o livro “Para Sir Phillip, Com Amor”, previsto para o próximo dia 02.

Abertas as inscrições do Prêmio Sesc de Literatura 2015
Desde o último dia 19, estão abertas as inscrições do Prêmio Sesc de Literatura 2015, nas categorias conto e romance. As inscrições seguem até o próximo dia 01 de março.
Podem concorrer escritores brasileiros e estrangeiros, residentes no Brasil, e que tenham mais de dezoito anos. Cada concorrente pode participar com apenas uma obra por categoria e a obra deve ser totalmente inédita. Os textos enviados serão avaliados por uma comissão julgadora e o resultado será divulgado em julho. As obras vencedoras serão publicadas pela editora Record com uma tiragem inicial de dois mil exemplares.
Para mais informações acesse sesc.com.br/portal/site/premiosesc.

James Patterson lança livro que se autodestrói em 24 horas
O novo título da série Private, escrita pelo autor best-seller James Patterson, foi divulgado na última semana com uma grande jogada de marketing. “Private Vegas”, o quarto livro protagonizado por Jack Morgan, precisa ser lido em apenas 24 horas antes de sua autodestruição — ao fim desse prazo, o livro é deletado do dispositivo de leitura.
A ideia de um livro que se autodestrói surgiu de uma parceria de James Patterson com a agência de publicidade Mother. Segundo o autor, ele queria algo que fizesse o livro chamar a atenção, visto que a publicação de livros precisa competir com outras áreas da indústria do entretenimento, como o cinema e a televisão.
No entanto, apesar da ideia que surpreendeu a todos, “Private Vegas” também ganhou uma versão impressa normal, lançada nos Estados Unidos nessa segunda-feira.

Resenha 306# - O Grande Ivan

O Grande Ivan, Katherine Applegate, tradução de Maurício Tamboni, ilustrações de Patrícia Castelao, 1ª edição, Ribeirão Preto-SP: Novo Conceito (#Irado), 2014, 288 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

O gorila Ivan mora dentro de um shopping há muitos anos, mas apesar das dificuldades de sua rotina, ele nunca pensou em voltar para a natureza. Ali ele tem alguns amigos e pode se dedicar aos seus desenhos, que o fazem se sentir completo em meio a tudo o que enfrenta. Como um grande artista, é através dos desenhos e de sua amizade com Ruby, um filhote de elefante, que ele tenta escrever novos capítulos de sua história.

Na teoria, O Grande Ivan é um livro dedicado especialmente ao público infantil. Além de ser reconhecido como o melhor livro do gênero de 2013, a publicação no Brasil aconteceu por um selo para obras infantis e a própria história não tem nenhuma pretensão. Mas na prática essa realidade é bem diferente.

A obra de Katherine Applegate é baseada em fatos reais e, talvez por isso, nem mesmo a licença poética é capaz de afastar a sensação esquisita de imaginar quantos Ivans estão espalhados pelo mundo. Apesar de a amizade ser muito ressaltada, o que mais chama a atenção é a mensagem sobre animais que enfrentam situações semelhantes as das personagens. Algo feito para se pensar.

George Orwell - Imortais da Literatura 32#

Mesmo após sessenta anos de sua morte, o escritor britânico George Orwell continua sendo um autor atual, em especial pelo teor de duas de suas principais obras, que estão entre as mais vendidas do século XX. Além de importante nome da literatura britânica, Orwell tem um espaço reservado entre os maiores do mundo e justamente o tempo é a maior prova de sua importância.

George Orwell é o pseudônimo de Eric Arthur Blair, nascido em Motihari, Índia Britânica, em 25 de junho de 1903. Membro de uma família de aristocratas, Blair era filho de um funcionário do governo britânico e sua mãe tinha origem francesa. Foi com a mãe, com quem se mudou para a Inglaterra no primeiro ano de vida, que o pequeno garoto desenvolveu sua relação com a arte.

Com a intenção de desenvolver a capacidade intelectual do filho, a mãe de Eric pediu que fosse encontrada uma escola de qualidade, ainda que a família não tivesse condições financeiras para mantê-lo. Após alguns contatos, foi possível conquistar uma bolsa de estudo e ele iniciou sua educação em uma das mais tradicionais instituições de ensino da Inglaterra.

Apesar de não gostar do local, durante o seu período de estudo o futuro escritor escreveu dois poemas que seriam publicados e extremamente elogiados. Mas antes de se dedicar a sua vida de escritor, Eric Blair serviu a polícia imperial britânica na Índia e essa experiência, além de inspirar algumas de suas criações literárias, contribuiu também para a sua luta fervorosa contra o imperialismo e a opressão da metrópole em relação as suas colônias.

Apenas cinco anos depois, quando voltou à Inglaterra, Blair adotou o pseudônimo George Orwell. Decidido a se dedicar à literatura, abandonou toda a sua condição financeira para adquirir experiência ao conviver com a pobreza e a desigualdade social. Na época, chegou a trabalhar como operário e prestando serviços domésticos, o que também seria notado em suas obras.

Quando inicia sua carreira como escritor, George Orwell publica seus primeiros artigos e, demonstrando seu talento de imediato, rapidamente publica seu primeiro ensaio, “The Spike” (1931), e pouco mais tarde o romance “Dias na Birmânia” (1934), escrito com base em suas experiências na polícia imperial.

Resenha 305# - Um Passo em Falso

Um Passo em Falso, Harlan Coben, tradução de Luciano Machado, 1ª edição, São Paulo-SP:
Arqueiro, 2014, 272 páginas.
Skoob: Clique Aqui.

A amizade entre Myron Bolitar e Horace Slaughter começou na época em que Bolitar era um promissor jogador de basquete, mas o tempo acabou os afastando e apenas dez anos depois que seus destinos se cruzaram novamente. Brenda, a filha de Horace, aos poucos se mostra um verdadeiro talento do esporte, porém para acertar o contrato com a jovem, Bolitar precisa antes descobrir o paradeiro de seu antigo amigo.

Após o sumiço de seu pai, Brenda começou a receber ameaças e, depois de muito resistir, Bolitar aceita protegê-la a todo custo. Mas ele está passando por um momento difícil em sua vida amorosa e estar próximo a ela pode ser irresistível. O problema é que existem segredos envolvendo pessoas poderosas e isso pode colocar a vida de todos em grande perigo.

“Lá está ele. Myron Bolitar. O maior jogador de basquete de todos os tempos desta cidade. Ele teria sido um profissional de primeira linha se… Se. O destino. O joelho. Myron Bolitar. Em parte, uma verdadeira lenda. Em parte, uma advertência para a juventude da atualidade. O equivalente, no campo do esporte, ao carro amassado que se usa para demonstrar o perigo de dirigir alcoolizado” (pág. 155).
Copyright © Over Shock |
Layout por Bia Rodrigues | Proibido cópia total ou parcial, plagiar é crime, crie e não copie!
    Twitter Facebook Google + Instagram Skoob